Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

16.02.09

Não se deve usar o Ponto G como bode expiatório

Jorge Fiel
“Grande gaita, escrever sobre o famoso Ponto G. E gozo, também, que dá ler sobre algo de que toda gente fala, fala, fala, mas parece que ninguém sabe se existe mesmo, se está apenas nos estudos ou se é, de facto, transponível para os nossos corpos.Pois. Ele é ler nos artigos que nem todas as mulheres o têm ou que as que o têm nem sempre têm a sorte de encontrar o garoto que faça o Ponto G (...)
15.02.09

Não devemos deixar que a cama seja invadida pela gramática da civilização do telecomando!

Jorge Fiel
A belíssima Cláudia Cristiani porta-se mal em público porque, na sombra, o perverso dr. Fez activou no máximo das necessidades, através do seu malvado telecomando, o centro que comanda desejo sexual “O Ponto G deve ter sido inventado por algum cientista incapaz de satisfazer a partenaire ou então por uma mulher – lá diz a sabedoria popular que são maquiavélicas – que não (...)
14.02.09

Saber demais causa-nos ansiedade

Jorge Fiel
Jayne (Avaria Sexual, Gina nº192) está mais com o ar de quem foi apanhada de surpresa do que de quem está a caminho de ser tocada no ponto G“Uma mulher normal é uma mulher que não tem macaquinhos na cabeça e que usufrui da sua sexualidade no máximo, com ou sem orgasmos, mas de preferência com eles. (Nota: descansem que se não ‘virem Deus’ uma vez ou outra é perfeitamente normal. (...)
13.02.09

O Ponto G não é uma realidade, é um pensamento

Jorge Fiel
Fotografada no início da aventura Mamas de Sonho (Gina nº 187), Ghitte está com cara de quem acredita mais na existência do Pai Natal do que na do Ponto G “O Ponto G é mais um mito urbano criado para fazer companhia a outros mitos actuais como as depressões e os tradicionais mitos infantis.Cá para mim, se querem mesmo saber, o Ponto G é a Fada dos Dentes da malta crescida. A única diferença (...)