Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

09.11.09

Passeio no Campo Alegre com Groucho na cabeça

Jorge Fiel
 “Não posso ser sócio de um clube que me aceite como sócio” é um das frases mais conhecidas do baú de humor marxista (tendência Groucho), onde estão arrumadas algumas pérolas que não resisto a partilhar como os preclaros, como “Nunca esqueço uma cara, mas no teu caso abro uma excepção”e“O meu cliente tem ar de imbecil, mas desconfiem das aparências, ele é mesmo imbecil”
06.11.09

Três razões para gostar do Campo Alegre

Jorge Fiel
Os afazeres derivados desta minha vida de jornalista biscateiro ocupam-me mais tempo do que deviam, pelo que se escoou mais uma semana sem que eu conseguisse arranjar tempo (estive de 3ª de manhã até 5ª à noite em Lisboa) para ir à oficina da Pneus Ramalhão (que está fechada ao sábado e domingo) trocar de lado os pneus da frente para ver se é desta que o meu carro deixa de inclinar para a direita.Como o (...)
05.11.09

Disfarcei-me de dr House e falhei redondamente

Jorge Fiel
Aspecto actual da minha Fiat Marea, que comprei quando a administração do Expresso não aprovou a recomendação da direcção editorial de me oferecer a Renault Espace azul que me tinha sido atribuída por eu o responsável pelo escritório no Porto daquele semanárioApesar de ter as suas patas dianteiras calçadas com dois novos pneus usados, adquiridos na Pneus Ramalhão por 44 euros (soma que considerei muito (...)
04.11.09

Operação Pneu Estraçalhado continua em aberto

Jorge Fiel
Aspecto parcial do meu novo pneu usado dianteiro do lado direito e da respectiva jante, após ter sido vigorosamente desempanadaComo presumo que devem estar lembrados, saí dos Pneus Ramalhão todo satisfeito por ter (aparentemente) resolvido o problema do miserável homicídio do meu pneu dianteiro do lado direito, através da aquisição de dois pneus usados, por 44 euros, soma em que se incluía o pagamento pela (...)
03.11.09

A história da minha vida condensada num episódio

Jorge Fiel
Aspecto nocturno do meu LG que pesa tanto como o antigo HP e tem ainda menos autonomiaA culpa é minha. Eu tinha a obrigação de ter percebido logo que não era assim, com aquela facilidade toda que, pagando 44 euros por dois pneus usados, que eu iria resolver o drama induzido pelo homicídio cometido na pessoa do pneu dianteiro do lado direito por um malévolo buraco, implantado no pavimento da rua do Passeio (...)
02.11.09

Ninguém me dá dez mil euros em notas ao almoço

Jorge Fiel
Aspecto exterior dos Pneus Ramalhão, na rua do Campo AlegreTremi todo cá por dentro no momento em que a Maria José (1) me informou que tinha sido descontinuada a produção do modelo de pneu Michelin cobardemente assassinado pelo Buraco do Fiel, que se situa algures na rua do Passeio Alegre, um pouco depois do Chalet Suisso e do Augusto, para quem segue em direcção à ponte da Arrábida.Pela minha cara, a Maria (...)
30.10.09

A tenebrosa passagem ao plural do meu problema

Jorge Fiel
Lenine podia ter muito defeitos (certamente os tinha, a Krupskaya que o diga), mas todos temos de reconhecer que foi muito judiciosa a sua escolha do título – Que Fazer? – para o livro que escreveu entre Outubro de 1901 e Fevereiro de 1902, onde procedeu a uma oportuna reflexão sobre as questões palpitantes que afectavam o movimento social democrata russo e só se viriam a clarificar com a posterior (...)
29.10.09

O pneu que falhou a Ressurreição ao Terceiro Dia

Jorge Fiel
Apesar de suspeitar que já nada haveria a fazer pelo meu pobre pneu dianteiro do lado direito, vítima de um atentado que presumia ser letal, cometido por um buraco na rua do Passeio Alegre (que a simpática Miou Miou sugere doravante passe a ser conhecido por Buraco Fiel), eu esperei pacientemente três dias, com ele arrumado na mala, na vã esperança que 2009 anos depois se repetisse o milagre da Ressurreição. (...)
28.10.09

Ficamos com as mãos sujas após mudar um pneu

Jorge Fiel
A escolha da fotografia de Jean Paul Sartre para ilustrar este post representa uma tentativa de emprestar alguma densidade intelectual a esta narração, idiota e em fascículos, dos dramas que ainda afectam a minha vida por causa de um pneu furado. O pretexto para a usurpação da imagem do inventor do existencialismo é o facto de ter ficado com as mãos sujas após ter mudado o pneu -  uma piscadela de olhos, (...)
27.10.09

De noite todos os pneus parecem cheios

Jorge Fiel
Tive um problema com um pneu. Refiro-me a um pneu pneu, de marca  Michelin, e não aquela inestética camada de adiposidade que se acumula à volta da minha cintura.Estou a falar-vos do pneu da frente do lado direito da minha carrinha Fiat Marea e da respectiva jante, que não conseguiram recuperar da agressão que lhes foi perpretada por um buraco anónimo – a este propósito, vou já acrescentar à lista de (...)