Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

29.05.09

Uma pessoa tem de estar preparada para tudo na vida - até para aprender com o Paulo Coelho!

Jorge Fiel
O Pepe Carvalho habitará para todo o sempre na minha galeria de heróis.Invejo-lhe os dotes culinários, que o habilitam a cozinhar um afamado e invejado bacalau pil-pil.Foi por directa influência deste detective catalão, nascido da prodigiosa imaginação de Manuel Vasquez Montalban, que me tornei fanático de triângulos de manchego empurrado por copos de Paternina.Só dois dos hábitos de Pepe Carvalho (em (...)
28.05.09

E se eu deitasse fora 4/5 desta tralha?

Jorge Fiel
A mais completa das desarrumações. Esta é a legenda mais benigna para o estado actual do meu escritório.O caos é tal que, apesar de ser geneticamente desavergonhado, pensei três vezes antes de me decidir a partilha convosco uma imagem desta catástrofe – e, confesso, me inibi de mostrar o seu lado pior.Tudo por causa dos livros e da minha mania em arquivar compulsivamente recortes de jornais e revistas.N (...)
27.05.09

Quero informar-vos que entrei num período de reflexão sobre o sentido que faz coleccionar livros

Jorge Fiel
Mantendo-me no tema dos livros, mas saltando para o depois, entrei num período de séria reflexão sobre o sentido que faz coleccionar livros.Li três vezes O que diz Molero, do Dinis Machado, e sou capaz de reler todos os livros da série Wilt, do Tom Sharpe. Dá sempre muito jeito ter à mão o Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora. A História de Portugal dirigida pelo Mattoso fica bem em qualquer (...)
26.05.09

A livralhada foi o nó do problema

Jorge Fiel
 Não tenho a mínima em dúvida em identificar a livralhada como o nó do problema da minha mudança.A cultura pesa imenso e esse foi o ponto nevrálgico dos trabalhos da minha transferência do código postal 4150-596 para o 4100-115.Os livros são muito exigentes. Há drama pela proa se enchermos até cima com livros um caixote grande da Renova, dimensionado para transportar uma carga mais leve – se bem (...)
25.05.09

Prolegómeno à problemática das caixas de cartão

Jorge Fiel
A problemática das caixas de cartão canelado é muito mais complicada do que aparenta ser.Nos preliminares para a mudança, comecei a reunir caixas, oriundas de diferentes proveniências, a saber:a)     Caixotes dos Urbanos (que, a levar em conta a tabela de preços que praticam, devem ser o Rolls Royce das mudanças no nosso país) sobrantes da mudança o escritório do Porto do Expresso da rua Júlio Dinis (...)
22.05.09

É preferível ver o Bom Dia Portugal, do princípio ao fim (intervalos incluidos), do que encher caixotes

Jorge Fiel
Em tudo na vida há um antes, um durante e um depois. As mudanças de casa não escapam a esta regra.Antes da mudança de casa ,a palavra de ordem é empacotar, uma actividade que, ao início, até pode parecer divertida, mas que a partir da primeira hora começa a revelar-se perigosamente insane, alienante e cara.Na sua imensa sabedoria, o povo diz que o que é demais é moléstia  - e este aforismo está tão (...)
21.05.09

A primeira das muitas reflexões suscitadas pela minha mudança para o código postal 4100-115

Jorge Fiel
Começo aos poucos a recompor-me da experiência traumatizante que constituiu a minha mudança de residência - do código postal 4150-596 para o 4100-115 - que ocorreu entre as 9h00 do dia 30 de Abril e às 2h30 da manhã do dia 1 de Maio.Vinte dias volvidos sobre essa data de fraca memória, ainda não sei onde param metade das minhas coisas e no escritório os livros estão espalhados sem critério pelas estantes (...)