Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

01.01.10

A politica leninista de verdade ou as 60 libras de despesa de infra-estrutura por uma queca na City

Jorge Fiel
 O camarada Lenine escreveu que só a verdade é revolucionária, o que explica porque deram o nome Pravda (Verdade) ao órgão oficial dos bolcheviques  - mas não explica porque é que ele mentiu tanto ao longo da vida, mas isso, enfim, é mais um daqueles casos em que se deve olhar para aquilo que as pessoas dizem e não para o que fazem.Em Portugal, há alguns Ibis que pela sua localização estratégica são (...)
31.12.09

As três observações do hóspede do quarto 444

Jorge Fiel
 Não há bela sem senão, e o Ibis London City não é excepção a esta boa velha regra. O quarto 444 apresentou-se correctíssimo, com vista para o pepino que Foster fez para a Swiss Re (ver fotografia) e equipado com uma chaleira e saquinhos de chá. Todavia tenho três pequenas observações a registar:1.     Como me esqueci do adaptador (culpa minha), quando fiz o check in perguntei à Mercedes se o hotel me (...)
30.12.09

Sobre a Mercedes, uma salerosa miúda de Cáceres

Jorge Fiel
 Encostamos a barriga ao balcão do Ibis London City ainda um pouco antes das dez da manhã (Liverpool Street Station, a estação terminal do Stansted Express, fica mesmo ali ao lado). Apesar de ainda ser muito cedo, a Mercedes arranjou-nos logo quarto.Daquelas moças salerosas que só a Espanha sabe fazer, a Mercedes declarou-se estremenha de Cáceres, o que abriu a porta para fazer conversa sobre o Atrio, o (...)
29.12.09

Da excelência da situação geo-estratégica do Ibis London City, que em muito boa hora eu escolhi

Jorge Fiel
 Não é para me gabar, mas estou completamente convencido de que mais uma vez acertei em cheio na escolha do hotel, o Ibis London City, que fica na Commercial Street, ou seja em plena zona de fronteira entre o fervilhante East End e a City, umas das maiores praças financeiras mundiais, que não cessa de surpreender o visitante com a exuberância da sua arquitectura e com uma skyline em permanentemente mudança, (...)
08.08.09

O Ibis consubstancia o dificil equilibrio entre as minhas necessidades e a profundidade dos bolsos

Jorge Fiel
O Ibis é um valor seguro. Penso mesmo que é a marca de hotel que melhor consubstancia o difícil equilíbrio (bem, na verdade se fosse fácil fazer equilíbrios não havia gente a ganhar dinheiro como equilibrista) entre as minhas necessidades básicas e a profundidade dos meus bolsos.A casa de banho não é enorme, mas o pessoal é simpático, a internet é de borla, o comando da televisão não funcionar é uma (...)