Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

09.02.09

Os perigos de usar extensões durante o lolipop

Jorge Fiel
  Do Harry vê-se o bigode e mais alguma coisa, mas não as mãos. Apesar da Ethel não aparentar usar extensões, a verdade é que o cavalheiro está com as mãos quietas - a deixá-la trabalhar em paz e sossego (imagem a partir de foto pirateada da Gina nº 187)   “E o sexo? Afinal o que tem a ver com as extensões? É simples, O que no cabeleireiro se ‘esquecem’ de (...)
08.02.09

Última chamada para Tóquio

Jorge Fiel
Pela desenvoltura evidenciada, parece-me que a senhora da fotografia não usa aparelho nos dentes   “Ainda não refeita do choque e humilhação que é ranger os dentes à noite, dei comigo a pensar que mais humilhante será ainda, quando, numa noite escaldante, em que tiver o baixo ventre em ebulição (como diria a Arlinda Mestre, essa grande jet setter que ninguém conhece em França a (...)
07.02.09

Sexo é um dos três grandes motores da História

Jorge Fiel
  Seis proeminentes cientistas norte-americanos foram suspensos pela Fundação Nacional da Ciência, por esta agência federal ter descoberto que passavam 20% do seu horário de trabalho a visitar sites pornográficos. Penso que a divulgação desta informação chega como resposta para a pergunta: “Porquê?, Jorge Fiel, porquê o sexo, outra vez, mais uma vez?». Mais. Os (...)
06.02.09

A arte de meter a pixota no mealheiro

Jorge Fiel
O cavalheiro da foto não está a meter a pixota no mealheiro, mas sim na boca da senhora de óculos. Estejam, por favor, preparados para o pior… Uma das minhas fantasias, nunca concretizada, foi a de viver à custa de mulheres. Calma! Não quero com isto significar que ambicionei ser chulo, ou seja ter gajas a atacar por minha conta e assim poder viver despreocupadamente das (...)
18.03.08

Como a prática do 69 demonstra que a unanimidade nem sempre é consensual

Jorge Fiel
  O pessoal da lavandaria é danado para a brincadeira (nada que eu já não soubesse) e após ter lido o meu discurso cartesiano sobre o broche tem-me incitado a ir mais longe, até ao minete, passando pelo clássico e unânime (mas não consensual) 69.   É claro que eu entendo perfeitamente as razões subjacentes a este incitamento ao aprofundamento de temas badalhocos.   Resguardados (...)
04.03.08

Discurso cartesiano sobre o broche

Jorge Fiel
O broche é um tema fracturante na minha comunidade de amigos, que se dividem em dois partidos – os que o encaram como um fim em si e os que reduzem o seu papel a uma espécie de auge dos preliminares, a transição para a queca, - ou, dito por outras palavras, o último patamar das hostilidades antes da penetração. O meu amigo Luciano (1) diz que isso é ao mesmo tempo verdade e um (...)