Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Qui | 23.10.08

Houston, we have a problem

Jorge Fiel

 

Porquê?

Quase todos os amigos, aqueles que se preocupam com o meu bem estar e futuro. me fazem esta pergunta, com cada vez mais insistência.

Porquê este massacre polaco, que dura há 24 dias consecutivos e ninguém pode prever qual dos dois pesadelos que dilaceram  a Humanidade vai acabar primeiro: se a crise financeira mundial ou esta série de “posts” polacos?  (1)

Tenho de reconhecer que estas questões são judiciosas.

Como o caso em equação também me perturba, procedi a um exercício introspectivo  e encontrei três respostas possíveis para esta assustadora e interminável série de “posts” mono-temáticos.

 A saber:

a)     Revela perigosas tendências suicidas. No meu subconsciente, quero afugentar em definitivo todos os frequentadores desta lavandaria. Ao insistir desmesuradamente na tecla polaca, sei que mais dia menos dia estarei a falar sozinho e então terei um pretexto para acabar com o blogue e afogar-me em lamentações, cheio de pena de mim mesmo;

 

b)    Estamos na presença de uma deriva masturbatória, de um mero exercício de onanismo bloguístíco, em que o que me interessa é o meu prazer e os outros que se prejudiquem (para não escrever a palavra que começa por "f" e acaba em "m", tendo pelo meio um "o", um "d" e um "a");

 

c)     Entrei em órbita, perdi por completo o contacto com a realidade e ainda não tive a lucidez suficiente para contactar Houston a dizer que tenho um problema. Estou plenamente convencido que as minhas desventuras na terra dos polacos podem interessar a alguém, e que as dicas de viagem que vou deixando espalhadas aqui e ali, no meio deste enorme delírio verborreico, poderão vir a ser úteis para algum preclaro ou preclara que um dia vá à Polónia.

 

No geral, as pessoas sobrevalorizam-se, o que seria a base de um negócio ultra-lucrativo se fosse possível comprá-las ao preço que elas que efectivamente valem e vendê-los pelo valor que elas julgam ter.

Eu muito infelizmente não escapo a esta regra. O que me dá ânimo para diariamente escrever, publicar e incomodar-vos com750  palavras com a tag Polónia é o facto de estar sinceramente  convencido que a alínea c) é a resposta certa aos dois porquês dos primeiros parágrafos.

Amanhã continua a saga polaca, com as minhas primeiras impressões sobre Cracóvia.

(continua)

………….

(1)  Submetida ao impiedoso olhar estatístico, esta questão assume contornos obviamente alarmantes. Se gastei 24 “posts” a narrar episódios ocorridos durante apenas três dias e na menos interessante cidade (faltando, por isso, uma semana de aventuras em Cracóvia) será que vou conseguir esta locomotiva antes do Natal?

  

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Compadre

    25.10.08

    Estã comadrii devi fazeri parte da cortii do jornalêro... ou será que está pagando uma promessã?
  • Imagem de perfil

    Jorge Fiel

    29.10.08

    Preclaro Compadre

    É melhor pagar as promessas do que ficá-las a dever.

    A bem da Nação!
  • Sem imagem de perfil

    Tibetana

    29.10.08

    ixi, o que responder? farei eu parte de uma harém? de uma corte tipo rei sol? ou de um fã -club?

  • Imagem de perfil

    Jorge Fiel

    04.11.08

    Preclara Tibetana

    Isso de fazer parte de um harém é uma fantasia?

    A bem da Nação!

    PS. Não se me daria ter um clube de fãs... :-)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.