Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Ter | 15.04.08

Uma justa e merecida homenagem ao ponto e vírgula

Jorge Fiel

Não sou um fanático do ponto e vírgula. Muito antes pelo contrário. Praticamente não o uso. Nem na linguagem escrita, nem na oral.

(teria sido mais correcto escrever: “Praticamente não o uso; nem na linguagem escrita,nem na oral”?)

Pensado bem, acho que apenas me socorro do ponto e virgula quando faço uma exposição por alíneas.

Mas desde já esclareço que nada me move contra, ou me opõe, a esse elegante (apesar de híbrido) sinal de pontuação, que constitui um matrimónio aparentemente feliz entre dois sinais (o ponto final e a virgula) de que sou freguês quando tomados de per si.

Não usar laço não significa que tenha algo contra o meu amigo Nicolau  Santos. Não usar suspensórios não quer dizer que algo me mova contra o meu amigo António Marinho, que nesta sua incursão pela liderança da corporação dos advogados adoptou a marca Marinho Pinto.

Devo mesmo confessar que até nutro alguma simpatia pelo ponto e virgula, pelas seguintes razões (vou expô-las por alíneas para empregar o ponto e virgula):

a)     No geral, apoio as causas perdidas e as espécies em vias de extinção, como o lince da Malcata;

 

b)    Tenho um coração mole, tipo Robin Hood, o que me leva a puxar pelos desfavorecidos e a torcer pela equipa que está a perder, com apenas duas excepções: o Porto  (quero que ganhe sempre)  e o Benfica (quero que perca sempre);

 

c)     O meu amigo Manuel António Pina ( poeta, sportinguista, amigo de gatos e frequentador do Orfeuzinho) revelou-se um feroz defensor do ponto e virgula numa crónica publicada no Notícias Magazine.

 

Na minha recente viagem a Suíça, fiquei a saber que o Pina não está sozinho e que a sua militância a favor do ponto e vírgula também reúne adeptos por essa Europa fora.

Ameaçado de morte pela frase curta, o ponto e virgula resiste na linguagem SMS como componente do símbolo da piscadela de olho  ;-) .

Eu prefiro abusar do travessão, mas estou pronto a reconhecer o importante contributo dado pelo ponto e vírgula para a literatura e a comunicação escrita entre as pessoas.

Nesse sentido, apelo a todas as preclaras e preclaros para que se juntem a mim e rendam uma justa e merecida homenagem ao ponto e virgula

Longa vida ao ponto e vírgula!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.