Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Sab | 15.10.11

Eu a minha flora intestinal gostamos de kefir de cabra

Jorge Fiel

 

Empanturrei-me ao pequeno almoço (a foto que abre este post é da sala em que ele é servido) com kefir de leite de cabra, uma espécie de iogurte de origem caucasiana, de que quer eu quer a minha flora intestinal gostamos muito. O kefir pode ser consumido a solo, como aconteceu hoje comigo, ou misturado com fruta, uma variante que também aprecio muito e vai ser a minha escolha para amanhã.

Satisfaz-me bastante o pequeno almoço bufett nos hotéis, principalmente se acordamos bem dormidos e se fomos frugais no jantar da véspera. Dito por outras palavras, hoje verificava-se um alinhamento de estrelas favorável a que o meu pequeno almoço corresse lindamente – o que aconteceu, tanto mais que tomei com frieza e serenidade as opções correctas, ou seja cortar o jejum com um sumo de tomate (resisti à tentação de lhe adicionar duas gotas de tabasco que estava ali mesmo à mão de semear), continuando depois a acompanhar a refeição com sumo de toranja.

Em respeito pela verdade devo dizer que o kefir estava bom e correcto, mas não chegava sequer aos calcanhares do que tive o prazer de comer, tendo como banda sonora um concerto a solo de uma harpista, na esplendorosa sala de refeições do Metropol, em Moscovo, durante a minha primeira viagem ao ex-país dos sovietes.   

 

Sex | 14.10.11

Uma história que suscita uma pergunta e tem duas morais

Jorge Fiel

 

Bastou uma curta viagem de autocarro  - sim, o voo LH1458 de Frankfurt para o Pulkovo (uma viagem de três horas) não deu direito a manga – para eu me lembrar davelha frase batida de que há três coisas inevitáveis na vida: pagar impostos, morrer e fazer escala no aeroporto de Frankfurt, mas não necessariamente por esta ordem.

Sim, porque esta viagem a bordo de um autocarro MAN proporcionou-me o conhecimento da existência de duas companhias aéreas em quem em nunca tinha tropeçado, a Montenegro Airways e a Iceland Air.

Esta história suscita uma pergunta:

Será que a Bósnia Hercegovina também tem uma companhia de bandeira?

E tem duas morais:

1. O saber não ocupa lugar;

2. Uma pessoa está sempre a aprender.

Sex | 14.10.11

Assim até dá gosto dar uma mija

Jorge Fiel

 

Assim até dá gosto dar uma mija e lavar a cara! As casas de banho do aeroporto de Frankfurt exalam um delicioso cheiro a pêssego, que nos convida a aliviar-nos calmamente, sem pressas ou stresses, evitando o risco de recolher precocemente a pila à toca, que pode sempre acarretar uma arreliadora e incómoda pinguinha na cueca.

 

Sex | 14.10.11

Um homem em S. Petersburgo

Jorge Fiel

 

A alvorada foi às 3h20, para conseguir estar no Sá Carneiro às 4h00 com as duas horas regulamentares (mas exageradas) de avanço sobre a hora da partida LH 1181, a primeira ligação da manhã do Porto a Frankfurt. Tive de dormir depressa e por isso o despertar foi violento, mas a causa é boa – destino final da viagem é a Rússia. A partir de hoje e durante uma semana serei um homem em S. Petersburgo.

O avião da Lufthansa ia cheio. Bem feito. A TAP abandonou o Porto (é um companhia de bandeira mas o pano da bandeira deve ser curto só é de bandeira para o aeroporto da Lisboa) e os alemães, que não são parvos aumentaram as ligações para o seu hub em Frankfurt, que substitui assim a Portela, com vantagem para os nortenhos.

 

 

Sex | 14.10.11

Uma meia de cada nação

Jorge Fiel

 

Trago calçada uma peúga preta, sem pedigree, no pé esquerdo, e uma azul navy, de cano alto, de marca (Ralph Lauren, comprei cinco pares delas o ano passado no outlet Century 21 em Nova Iorque), no pé direito – com um elegante risca azul claro em cima. É um dos inconvenientes de nos vestirmos às escuras, quando não se é precavido ao ponto de escolher a roupa de véspera.

 

Pág. 4/4