Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Qua | 19.10.11

A Natacha é uma mosquinha morta

Jorge Fiel

 

A Natacha é daquelas raparigas simpáticas, razoavelmente bem parecidas, mas que não me fala a nenhuma parte da anatomia. Falta-lhe aquele je ne sais pas quoi!

O aspecto geral e modos delas são correctos, não o posso negar, mas a verdade é que não me entusiasma os sentidos. É um pãozinho sem sal , bonitinha, mas uma mosquinha morta que nunca conseguiu salientar-se no meio do grupo de cinco moças com que travei conhecimento no sábado passado, na secção de lingerie do Gostinniy Dvor. Nem cheguei a perceber o que ela faz para ganhar a vida - fiquei com um ideia vaga de que trabalha a fazer não sei bem o quê, calclulo que um trabalho de escritório, na Vodafone.

A Natacha deve ser uma excelente rapariga, boa esposa, mãe competente e, com toda a certeza, um magnífica dona de casa, mas não me entusiasma, essa é que é essa.

Eu sei que as aparências iludem e estou a falar do que não conheço, mas era capaz de jurar que a Natacha não é mulher para despertar um vulcão adormecido - e pô-lo a jorrar lava.

 

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.