Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Ter | 18.10.11

Eu e a Svetlana não fomos feitos um para o outro

Jorge Fiel

 

Esta é a Svetlana, uma das cinco amigas que fiz na secção de lingerie do department store  Gostinnyi Dvor, sábado passado.

Só Deus, Buda, Alá e mais  um grupo restrito e seleccionado de outros deuses sabem a enorme dificuldade que tenho em resistir a uma mulher atraente de cabelo curto.

Ainda por cima a Svetlana, apesar do nariz demasiado perfeito e simétrico para o meu gosto, teimava em olhar-me com os lábios prometedoramente entreabertos, o que só a devia colocar num patamar muito próximo da irresistibilidade. No entanto, um ruído, que não consegui identificar à primeira, perturbava o estabelecimento de química entre nós.

Primeiro pensei que a culpa era da cor improvável que ela usava no cabelo – sem dúvida inexistente na Natureza e que não rimava com a cor das sobrancelhas.

Depois atribuí a responsabilidade da ausência de faísca à parola e levemente enjoativa ondulação do seu cabelo.

Finalmente concluí que todas essas coisas não passavam de minudências e que não era possível encontrar palavras para explicar o inexplicável. Decididamente o amor é uma chama que arde sem se ver e era notório que entre nós não havia chama. Eu e a Svetlana não fomos feitos um para o outro.

 

4 comentários

Comentar post