Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Ter | 18.10.11

Recordações do tempo em que fui ovo estrelado

Jorge Fiel

 

Ainda fui uma das vítimas do ovo estrelado. No meu ano de caloiro na condução, como se já não bastasse a nabice inata a essa condição, tinha ainda de a apregoar ao resto do mundo através da exibição, algures na traseira do carro, de um autocolante redondo e amarelo, com um 90 dentro que sinalizava a velocidade máxima a que eu estava habilitado a circular.

A versão russa do ovo estrelado é um rectângulo, em amarelo (a cor mantém-se e curiosamente é a mesma escolhida pelos nazis para a estrela de David identificativa que os alemães obrigavam os judeus a coser em lugar de destaque nas suas roupas), com um ponto de exclamação (espantação, se preferirem) que lança um grito de aviso ao resto da circulação automóvel:  tenham cuidado e estejam atentos que eu posso fazer o pisca para a esquerda e virar para a direita.

 

2 comentários

Comentar post