Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Sab | 15.10.11

Caça ao rublo na Nevsky Prospect

Jorge Fiel

 

Assim por alto, um euro vale um pouco mais de 40 rublos, mas eu arredondo as contas para baixo para simplificar. Para o pessoal ainda habituado à velha moeda (a que espero não tenhamos de retornar) um rublo vale, grosso modo, cinco escudos.

Tomado o pequeno almoço, a minha primeira missão consistia em levantar rublos e revelou-se bem mais complicada do que à partida seria de imaginar, pois as máquinas ATM que fui interpelando pelo caminho foram-ne rejeitando com elegância, alegando delicadamente que devido a problemas técnicos não estavam aptas a satisfazer o meu pedido.

É precisamente nestes momento difíceis que os homens com H grande se revelam. E eu mais uma vez revelei-me, encarando a situação com um sangue frio que faria inveja ao próprio James Bond, e continuando a persistentemente a tentar levantar dinheiro sempre que uma máquina se atravessava no meu caminho, indiferente à desfeita que as ATM russas estavam a fazer à minha pessoa, ainda para mais um compatriota do Danny -   que é a estrela que aparece em primeiro plano em todo o material de propaganda que o Zenith e a Nike têm espalhados pela cidade.

Após uma peregrinação pedestre de mais de um quilómetro, em que interpelei mais de meia dúzia de multibancos, fui salvo por uma simpática ATM do Citibank, que me satisfez imediatamente o pedido de dez mil rublos.

Quem persiste sempre alcança, reflecti eu face a mais um final feliz de uma história por mim protagonizada. Fui logo gastar dinheiro, adquirindo dois magnetos para frigorifico, por 250 rublos,  na loja do Zenith (eles ganharam-nos 3-1 no último jogo da Champions, mas é nestes momentos que os nortenhos com N grande têm de evidenciar a largueza do seu espírito), que fica do outro da rua de um dos edifícios mais bonitos de S. Petersburgo, o Yeliseev’s, que apenas espiolhei por fora porque está a sofrer obras de beneficiação.