Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Qua | 10.02.10

Uma entrada pela porta da frente

Jorge Fiel

 

Como presumo já sabem, o Soho faz-me logo recordar as canções satíricas e mordazes de Ray Davies, mas não vos importuno mais com os Kinks, banda que eu penso ter sido muito injustiçada pelo tempo, que não lhes conferiu um lugar na mesma prateleira dos Stones e dos Beatles.

Apesar da Old Compton Street, a mais famosa e agitada rua do bairro, regurgitar de gays, nós adoptamos um plano de passeio completamente straight e entramos no Soho pela porta da frente, ou seja pela Soho Square e só não acampamos no aconchegado e maneirinho jardim central desta praça, outrora um dos locais mais centrais e finecos de Londres, por duas razões poderosas: primeiro, porque estava a chuviscar, segundo porque era noite e o jardim já estava fechado.

Atravessada a Soho Square, evoluímos até à Old Compton através da Greek Street, onde, há coisa de 20 anos, me empanturrei de nachos, tacos e enchiladas, num restaurante chamado La Cucaracha (que entretanto fechou) uma refeição que permaneceu na minha memória não exactamente pela sua qualidade ou preço, mas sim porque trouxe de lá um cinzeiro que durou até há poucos meses (creio que se partiu ou extraviou na minha recente mudança de casa).

Chegados a Old Compton, que percorremos de trás para a frente e da frente para trás, deixei extravasar mentalmente algum do meu preconceito mirando os casais gay que se aproveitavam o jantar de sábado para engatar, namorar ou fazerem cenas de ciúmes.    

 Soho, noite de sábado, 5 de Dezembro 2009 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.