Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Sex | 01.01.10

A politica leninista de verdade ou as 60 libras de despesa de infra-estrutura por uma queca na City

Jorge Fiel

 

O camarada Lenine escreveu que só a verdade é revolucionária, o que explica porque deram o nome Pravda (Verdade) ao órgão oficial dos bolcheviques  - mas não explica porque é que ele mentiu tanto ao longo da vida, mas isso, enfim, é mais um daqueles casos em que se deve olhar para aquilo que as pessoas dizem e não para o que fazem.

Em Portugal, há alguns Ibis que pela sua localização estratégica são usados durante o dia por homens e mulheres que se apresentam sem bagagem e não mentem quando dizem que são casados – não são é um com o outro.

Famosos pela sua alta rotação, são o Ibis da AS Galp na A5 (muito procurado por gente da SIC, que fica ali perto, em Carnaxide) e o da Arrábida no Porto.

Américo Amorim, que foi o introdutor da cadeia em Portugal (no entretanto já passou o negócio a patacos, saindo, como de costume, com pingues mais valias), costumava dizer que tinha hotéis em que a taxa de ocupação superava os 100%.

O Ibis London City pratica, na medida de possível, uma política de verdade -  ao marcar com antecedência, pela Net, pagando antes e aceitando uma tarifa que não permite nem reembolso nem mudança de datas (ou seja, se não aparecer o dinheiro vai-se) consegui um preço inferior a metade do praticado ao balcão e anunciado à porta.

Muito provavelmente devido à sua proximidade da City, este hotel é muito procurado por clientela que tem de pernoitar na sua própria casa e  que beneficia da tarifa especial diurna (10h00-17h00) de 60 libras. Está bem visto!

 Ibis London City, East End, Londres,4 Dezembro 2009

2 comentários

Comentar post