Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

Qui | 31.12.09

As três observações do hóspede do quarto 444

Jorge Fiel

 

Não há bela sem senão, e o Ibis London City não é excepção a esta boa velha regra.

O quarto 444 apresentou-se correctíssimo, com vista para o pepino que Foster fez para a Swiss Re (ver fotografia) e equipado com uma chaleira e saquinhos de chá.

Todavia tenho três pequenas observações a registar:

1.     Como me esqueci do adaptador (culpa minha), quando fiz o check in perguntei à Mercedes se o hotel me podia emprestar um. Ela prontamente nos sossegou. Se não tivesse um adaptador no quarto, bastava voltar à recepção e pedir-lhe que ela logo me arranjaria um. No quarto não havia, mas quando voltei à recepção, no lugar da Mercedes estava uma polaca de Poznan que ganharia se fizesse dieta e me explicou que o stock de adaptadores estava todo ao serviço dos hóspedes. Não havia nenhum disponível;

 

2.     Ao contrário do que sucede nos hotéis parisienses desta cadeia, os quartos do Ibis London City não estão apetrechados com secador, o que não me afecta (a quantidade de cabelos que me restam não exige esse aparelho) mas constituiu uma pequena contrariedade para a Isabel;

 

3.     Em Agosto, no Ibis Bastille, beneficiei de Internet Wi Fi gratuita. No Ibis London City era paga e cara, uma vez que está embrulhada num pacote diário que custa 9,99 libras, que incluiu acesso ilimitado aos canais de filmes pagos (blockbusters e para adultos) do circuito interno de televisão.  Este sistema poupa embaraços aos caixeiros viajantes na apresentação de contas, pois o preço do filme porno vem dissimulado pela Internet, mas não é vantajosa para quem só quer mesmo consultar diariamente a sua caixa de correio electrónica.

 

Ibis London City, East End, Londres,4 Dezembro 2009

1 comentário

Comentar post