Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lavandaria

por Jorge Fiel

Lavandaria

por Jorge Fiel

03.04.12

Lavandaria está agora a centrifugar no JN

Jorge Fiel
 Há coisa de três semanas, a Lavandaria começou a centrifugar, numa base diária (sábados, domingos e feriados incluídos), numa outra morada – o site do Jornal de Notícias (www.jn.pt).Peço desde já 999.999 desculpas (resolvi adotar o truque dos comerciantes de arredondar por baixo, para ver se consigo iludir a freguesia) a todas as preclaras e (...)
12.03.12

Moscas anunciam chegada da primavera

Jorge Fiel
Só pode ter a ver com a situação do país. Dantes, o sinal era dado pelas andorinhas. O tempo começava a aquecer. As flores a florirem. Os cãezinhos começavam a andar com as cadelinhas. Era a primavera a chegar com todo o seu esplendor.Agora o anúncio é feito pelas moscas. Hoje de manhã, quando voltei de levar o João à escola e dar um passeio à beira rio, mal abri a janela do (...)
26.10.11

Apaixonei-me pela Bona, a meio da ul. Kanonicza

Jorge Fiel
 Estava guardado para o fim o melhor bocado. Nas minhas deambulações matinais, a meio da Kanonicza (provavelmente a mais bela rua de Cracóvia), tropecei numa livraria assinalada por um bonito letreiro e com uma fachada atraente, decorada por um estante em baixo relevo e de apreciáveis dimensões (ver foto).Entrei e deu-se o célebre coup de foudre. Foi um caso série de amor à primeira (...)
25.10.11

Uma folha A4 dobrada em 48 quadradinhos

Jorge Fiel
 Segunda, 24,  o dia de regresso, era mais curto (às 16h30 tinha boleia do meu primo Fernando para o aeroporto) e por isso tinha de ser devidamente aproveitado (para não dizer espremido), pelo que passava pouco das oito da manhã quando montei quartel general numa mesa do TriBeCa Coffee -  que tal como o Europeijska fica no correr ocidental da Rinek Glówny, só que na outra  ponta, no  (...)
24.10.11

O café do Europeijska não travou a galopada do sono

Jorge Fiel
 Presumindo que não vale a pena pôr mais na carta para salientar a subida importância dos cafés (estabelecimento e bebida) no bem estar e conforto do viajante, passo a relatar circunstanciadamente as três experiências de café que vivi durante o fim de semana alargado que passei em Cracóvia.Logo na 6ª feira, instalei-me no Europeijska, após um opíparo almoço de sopa de peixe e (...)
23.10.11

Cracóvia, Pisa e o preto do olho da Daniela Ruah

Jorge Fiel
 Um pequeno defeito ou imperfeição, contanto que bem explorados em termos de marketing, pode ser muito vantajoso na justa medida em que nos diferencia e personaliza.Não sei se a Daniela Ruah seria uma actriz tão famosa nos States se o branco de um dos seus olhos não fosse negro - o que até rima com uma sociedade que se pretende multiracial e, às vezes, pratica discriminação positiva (...)
22.10.11

Uma noite no aeroporto de Frankfurt

Jorge Fiel
 Eram 21h10, hora local, quando, proveniente de S. Petersburgo, desembarquei no aeroporto de Frankfurt onde tinha de passar a noite, porque o meu voo de ligação para Cracóvia só partia na manhã seguinte, às 8h30.Podia ter reservado um quartel de hotel, mas imediações do aeroporto ou mesmo na cidade, mas estes tempos terríveis obrigam-nos a contenção nas despesas.Resolvi acampar no (...)
21.10.11

Matar saudades dos tróleis estupidamente abandonados

Jorge Fiel
 O 10 foi o trólei que mais usei em S. Petersburgo. Mas também me desloquei a bordo dos tróleis de linha 1, 5 e 7, de autocarros - apreciei muito o trajecto do 22, que me levou até ao Teatro Mariinsky (ainda muito conhecido como teatro Kirov), o ponto de partida para uma passeata a pé pela popular e efervescente área de Sennaya Ploschad, o cenário  escolhido por Dostoievski para a (...)
21.10.11

Ir a S. Petersburgo e não beber vodka

Jorge Fiel
 Na minha casa, no Porto, tenho sempre generosas quantidades de boa vodka polaca no congelador, cortesia do Fernando, o meu primo que está emigrado em Cracóvia e me estraga com mimos. Gosto de vodka, que consumo moderadamente. As únicas bebidas que sou capaz de consumir sem moderação é água, chá gelado, espumantes brutos e vinho.Gosto de vodka que (não sei se já vos disse…) consumo (...)
20.10.11

Porque fiquei de pé atrás com a Ludmila

Jorge Fiel
 Apesar de ainda muito jovem (não lhe perguntei a idade, mas estou em crer que é claramente sub 30) a Ludmila já é viúva. Bastante expansiva – das cinco tipas que conheci sábado passado, na secção de lingerie do department store Gostinnyi Dvor, foi aquela com quem conversei mais  -  foi ela própria que abordou o assunto, dando como explicação para não gostar desta cidade o (...)