Sexta-feira, 27 de Março de 2009

A filha que foi atropelada na passadeira, o sogro com Alzheimer e a mulher com cancro na mama

A gravidade de chegar atrasado a um encontro – ou até mesmo não comparecer – é tal que os perpretadores são, no mínimo, obrigados a apresentar desculpas suficientemente brutais e imaginativas para levarem as vítimas a ponderar aceitá-las.

Desculpas do estilo “estava muito trânsito”, “tive um furo”,  “fiquei sem gasolina”, “apanhei um acidente na auto-estrada”, “venho de uma reunião que nunca mais acabava”  não valem um tostão furado e estão mais gastas que as meias Ecco bordeaux que adquiri em 1995.

Em nome da criatividade e de um resto de respeito pelas vítimas do atraso alheio, passo a inventariar quatro desculpas aceitáveis.

“A minha filha foi atropelada na passadeira e tive de a levar ao hospital”

Ora aqui temos uma boa desculpa, capaz de absolver um atraso superior a meia hora (se não houver lugar a amputações) ou até mesmo uma falta (mas pode ver-se na contingência de apresentar uma filha estropiada)  contanto que seja verdadeira. Não se esqueça que pode deitar tudo a perder se responder “Que filha? Que eu saiba não tenho filha nenhuma…”   quando a vitima lhe telefonar no dia seguinte a inteirar-se do estado de saúde da sua filha.

“Atrasei-me a sair de casa porque o meu sogro, que está com Alzheimer, queria bater na minha sogra, que está entrevada na cama”

Mais uma excelente desculpa, mas que deverá abster-se de usar com as pessoas que conheçam os seus sogros e saibam que eles são saudáveis e vivem em Olhão, em casa do seu irmão mais velho que é médico.

“Desculpa lá não ter aparecido, mas comecei a sentir um dor no peito, suores frios, vim ao hospital e eles não me querem deixar sair, porque desconfiam que estou a fazer um enfarte”

Uma desculpa de primeiríssima água, mas deve certificar-se previamente de que as pessoas que estão sentadas ao seu lado, na mesa da esplanada, não vão tecer comentários em voz alta acerca da sua enorme lata -  pelo menos durante o telefonema.

“Peço muito desculpa mas atrasei-me porque a minha mulher começa amanhã uma série de tratamentos no IPO e pediu-me para a levar ao cabeleireiro – sabe, pode ser a última vez...”

Magnífica desculpa que tem o único inconveniente da vítima se convencer de que você é um adultero sem coração quando no fim de semana a seguir o encontrar de mão dada no cinema com um mulher com farta cabeleira (que por acaso é mesmo a sua).

 

PS. Não sei se já perceberam, mas eu também começo a ficar contaminado pelo fuso horário de Varsóvia J

 

música: Beutiful, Aimee Mann
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 20:20
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Tibetana a 28 de Março de 2009 às 11:28
Dizem que :
A pontualidade é a virtude dos entediados, ou sérios (logo, se você for a uma entrevista de emprego, não se atrase)
De PRMP a 28 de Março de 2009 às 22:02
O meu actual emprego teve um processo de recrutamento com várias fases, uma das quais fui a uma entrevista com uma psicóloga. Nesse dia cheguei 30/40 minutos atrasado.
Já foi um bocado demais.

E não é que acabei por ser um dos contratados. :-)

À situações em que chegar 5 minutos atrasado é demais, noutras não são 15 minutos que causam transtorno.
De Jorge Fiel a 31 de Março de 2009 às 17:30
Preclaro PRMP

Nem toda a gente apanha pela frente psicólogas compreensivas.

A bem da Nação!
De Jorge Fiel a 31 de Março de 2009 às 17:29
Preclara Tibetana

Raramente me atraso.

A bem da Nação!

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds