Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Um elogio ao "bag in box" e ao Montes Ermos, da Adega Cooperativa de Freixo de Espada à Cinta

Aspecto das bicas de tinto e branco na minha cozinha

Converti-me ao bag in box que é como se chama o garrafão do século XXI.

Tenho ao serviço, em casa, dois bag in box, um de branco outro de tinto, ambos da marca Montes Ermos, da responsabilidade da Adega Cooperativa de Freixo de Espada à Cinta, que apesar de se situar bem no interior, perto da raia com Espanha, tem a fama (e, aparentemente, o proveito) de ser a vila mais manuelina de Portugal.

Eu gosto muito do manuelino, estilo decorativo português, de transição entre o gótico e o renascença, caracterizado pelo uso de motivos marítimos, de que o Mosteiro dos Jerónimos é o expoente – apesar de eu considerar que a Torre de Belém é a mais bela jóia arquitectónica deste venturoso período do nosso país.

Eu gosto também muito do vinho produzido pela adega cooperativa da vila mais manuelina de Portugal, comercializado com a marca Montes Ermos em ambas as versões: garrafa e bag in box.

O bag in box de cinco litros de Montes Ermos custou-me 8,75 euros na loja de produtos regionais situada na esquina da Rua da Boavista com a de Cedofeita, o que dá um preço por litro de 1,75 euros.

Ora este preço por litro de uma pomada magnífica (os melhores vinhos do Douro são produzidos no Douro Superior, a partir de vinhas que sobrevivem ser serem regadas em terras com uma quantidade de precipitação idêntica à do deserto) é inferior ao vinho mais barato existente no mercado (o JP, do meu amigo Berardo, que anda pelos 1,60 euros a botelha de 0,75 l), a merecer o meu rating de razoável.

Além de barato, o bag in box é ecológico, fácil de transportar e de arrumar, e, ainda por cima, dispensa o uso de saca rolhas, sendo por isso neutral no conflito mundial em curso entre a rolha de cortiça e os vedantes sintéticos.

O manuseamento do bag in box também é muito amigável, principalmente para os operadores do sexo masculino, já que a tarefa de tirar para fora a torneira é muito semelhante ao acto de abrir a carcela e tirar a pila – para fazer chichi ou uma outra qualquer malandrice.

O único inconveniente que detectei neste sistema prende-se com o vinho branco. Como o volume da embalagem me obrigava a complicadas engenharias com as prateleiras do frigorífico para a conseguir arrumar no seu interior, tive de optar por levar o vinho a refrescar numa garrafa tipo decanter.

 

música: Não sou o único, Resistência
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito
28 comentários:
De Hildérico Coutinho a 17 de Novembro de 2010 às 11:09
Caro Jorge,

Leio habitualmente com agrado as suas comunicações e ainda hoje li uma que me agradou acerca das imensas casas abandonadas em Portugal, algo que também a mim me revolta e com esses dados fica ainda mais fácil argumentar com alguns obtusos.
O mesmo já não poderei dizer acerca deste seu artigo, pois apesar de não querer fazer comentários acerca do valor do vinho em causa e de achar que faz muito bem em defender o bag-in-a-box que de facto preserva o vinho melhor que qualquer garrafão, por conseguir evitar a oxidação do vinho, disse algo de acho se deveria abster, que é o de classificar os vinhos do Alto Douro como os melhores, em primeiro lugar por achar que não será fácil alguém conseguir identificar uma qualquer região em todo o mundo como a melhor, quanto mais se nos restringirmos a Portugal e em segundo, por não conseguir sequer perceber o que o levou a fazer essa distinção.
Creio que seria mais defensável se falasse do Cima Corgo, onde até é bem mais difícil encontrar vinhas irrigadas que no Alto Douro, onde uma boa parte delas são irrigadas e podem-no ser.

Considere este aparte, por favor, apenas como uma ajuda para elevar a sua habitualmente elevada prosa.

Um abraço amigo,
Hildérico Coutinho
De Paulo costa a 1 de Março de 2011 às 19:59
Recebi 2 garrafas de grande reserva tinto 2007.. Abri as duas e deitei fora.. Rolha sem categoria e vinho estradado
De José Pinto a 1 de Novembro de 2011 às 21:57
Pois o vinho montes ermos continua muito bom branco e tinto , garrafa ou box .
Grande vinho !
Pois continuo a vender muito bem na minha loja em vila nova de gaia .
Para contacto , 919210262
De José Pinto a 1 de Novembro de 2011 às 22:06
Pois já vendo este vinho desde 2004 e nao há reclamações !
Pelo contrario !
De Paulo Escobar a 2 de Julho de 2014 às 22:21
Sendo a minha família originaria de Trás os Montes, tenho por hábito consumir produtos da mesma região, encontrei há uns meses no supermercado Intermaché de São Domingos de Rana (Lisboa) o vinho tinto Montes Ermos (2013) do qual fiquei fã e passei a consumir, hoje reparei que tinham o bag in box que comprei imediatamente.
A desilusão foi completa, ao contrario da garrafa é um vinho com pouco corpo e doce, vou continuar a consumir mas somente em garrafa.
Tentei por varias vezes entrar no sitio do Montes Ermos para deixar a minha opinião, no entanto aparenta não estar a funcionar.
De eugénio de andrade a 14 de Junho de 2017 às 20:02
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tinto em garrafa e box através de um grande amigo transmontano professor que leciona na r.a.madeira, e logo me apercebi tratar-se de um excelente vinho na companhia de um bom pão caseiro tipo rio maior e um bom queijo num grupo de amigos restrito num convivio ocasional ...fui logobà caça de umas garrafas e box do branco pois tenho um amigo que chegou de férias de Boston e quis lhe fazer um presente...pois agora tenho mta dificuldade em dizer se gosto mais do tinto do branco ...em tdas as festividades e aniversários em minha casa é uma presença assídua...bem hajam bons negócios ...e viva o vinho português o melhor do mundo ...

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...
Carissimo, em Espanha o pez espada é o que nós cha...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds