Domingo, 24 de Dezembro de 2006

Vá lá, passe o ano em Nova Iorque, que eu dou uma ajuda

  

No início deste mês, dois grandes amigos meus, ambos transmontanos  - o Abilio é de Bragança, o Tó Mané de Vila Real - coincidiram em passar uma semana de férias em Nova Iorque e em pedir-me que lhes desse algumas sugestões. Em beneficio deles, escrevi este texto que lhes enviei por email.

 

Como é Natal, achei por bem partilhá-lo com todos os frequentadores da Roupa para lavar. Seria para mim um imenso prazer que guardassem este pequeno guia - com seis sugestões de restaurantes, sete experiências e cinco museus -  e o usassem quando fossem a Manhattan. É, se quiserem, a minha prenda de Natal para todos vocês, meus amigos

 

SEIS COMES

 

McSorleys Ale House

15, 7th Street, entre a 1ª Ave e 2ª Avenida

É o bar mais antigo de Nova Iorque. Um pedaço do século XX que chegou intacto ao século XXI, com serradura no chão. Tem dois tipos de cerveja de produção própria. Eu gosto mais da escura (dark). Pede-se uma cerveja e eles trazem duas canecas. É mesmo assim. Para comer têm umas tijelas (bowl) de chili e queijo com cebola. É um óptimo meio ou fim de tarde

 

PJ Clark’s

915, 55th St, 3ª Ave (Metro E e V para 51th St)

O melhor hambúrguer do Mundo. É uma pequena casa no meio de arranha céus, o que dá um efeito curioso. Na sala da frente há um balcão que ao fim da tarde e à noite está cheio de gente. A sala de refeições fica atrás. O hambúrguer (em prato) é mesmo, mesmo muito bom

 

Carnegie Deli

854, 55th St, 7º Ave

As maiores e mais suculentas sandes do Mundo. O Frank Sinatra era cliente

 

Totonno’s

462, 26th St, 2ª Ave ou 1544, 80th, 2ª Ave

A melhor pizza branca (só queijos) do Mundo. O melhor é pedir uma branca e uma outra e depois partilhar.

 

Katz Delicatessen

205 East Houston, esquina com a Ludlow (Metro F e V para Lower East Side 2ª Ave)

À entrada dão um bilhete onde anotam tudo que encomendarem e pagam à saída. Tem um merchandising curioso (as T Shirts pretas com a reprodução do talão que dão à entrada são bem giras). O que eu recomendo é uma sandes de pastrami com pickles que se vai buscar ao balcão (o cortador pega na peça e dá um bocadinho de carne para experimentarmos se está boa). A cerveja pega-se noutro balcão, junto à entrada. Eu gosto da Brooklyn Lager. Foi no Katz que foi filmada a célebre cena de filme em que a Meg Ryan está a conversar com o Billy Cristal e simula um orgasmo. Vale a pena perder tempo a vre na parede as fotos do dono (um tipo gordo) com gente famosa que foi ao Katz.

Descendo a Ludlow, estamos no Lower East Side, a zona onde se pode comprar roupa muito barata nas lojas de judeus que tem o produto exposto na rua. A rua mais comercial é a Orchard St, mas recomendo também a Rivington, Delancey e Essex. Pode passear-se por aqui até à East Broadway-

Atravessando a Houston para o outro lado (com cuidado) e flectindo um pouco para a direita, encontramos a A Avenue, que se deve subir até Tompkins Square, o coração da East Village, que é uma das coisas que está a dar mais. Depois de apanhar pulgas no jardim de Tompkins Square (anda lá uma multidão de gente a passear cães e muitos gays – os cães e os donos), aconselho deambular em direcção à 2ª Ave. As minhas ruas favoritas neste bocado são a 3th St, a 6th St, a 7th St e St Mark Place. Daqui está-se perto do McSorleys.

 

Florent

69, Gansevoort, entre a Greenwich St e a Washington St

Está aberto 24 horas por dia. As batatas fritas são espectaculares. Está no coração do Meatpacking District, um pouco abaixo de Chelsea, onde os armazéns de carne se misturam com as discotecas da moda e as lojas de estilistas (a da Stella McCartney é lá). È para frequentar completamente fora de horas. O nascer do dia é engraçado porque se misturam os talhantes com o pessoal a sair das discotecas. Está a dar.

 

 

SETE EXPERIÊNCIAS

 

Gray Line

42th St com a 8ª Ave

Vendem passeios em autocarros vermelhos de dois andares. É uma boa forma de abordar a cidade. Fica-se com uma panorâmica geral. O melhor é um bilhete que dá para dois dias e incluiu o circuito uptown (vai até o Harlem) e downtown. Dão um folheto com o mapa das paragens e dá para entrar e sair. Nesses dois dias não é preciso andar de metro ou táxi. O que recomendo é fazer primeiro, logo de manhã, uma volta completa e depois ir usando como meio de transporte.

 

Staten Island Ferry

Metro: 1, 9, N e R para South Ferry

É um belíssimo passeio de barco até Staten Island. Passa junto à Estátua da Liberdade e é de borla (ou seja grátis, cum catano). Tem de se estar atento para ver em que lado do barco é que se deve ir para apreciar melhor a vista. No regresso é fabuloso ver a aproximação da skyline de Nova Iorque. Quando chega a Staten Island tem de se sair do barco e voltar a entrar (no mesmo barco).

 

Battery Park

Depois do passeio de barco é recomendável um passeio a pé pelo Battery Park, ao longo do rio Hudson (do outro lado é New Jersey), até ao World Financial Center – tem uma marina em frente. Aqui deve entrar-se e subir a escadaria (os chineses e coreanos quando casam vão lá tirar fotografias) que aparece no filme A Fogueira das Vaidades (as palmeiras interiores são impressionantes). Lá em cima desfruta-se da melhor vista sobre o Ground Zero  O Battery Park, uma urbanização moderna, está implantado numa zona resgatada ao rio. È um aterro feito com as terras provenientes da escavação para as fundações doa Torres do World Trade Center. Elas foram abaixo mas o Battery Park manteve-se.

 

Strand

828 Broadway (Metro: L, N, R, $, 5 e 6 para Union Square-14th St)

Fica perto de Union Square. È a maior livraria do Mundo. O número exacto de quilómetros de prateleiras está descrito nas T shirts de cores giríssimas que eles vendem. O merchandising deles é espectacular. As canecas, sacos e esferográficas são bestiais. E não há livro que se queira que não se encontre lá. È imperdível.

 

Ponte de Brooklyn

City Hall Metro: J, M e Z para Chambers Street ou 4, 5 e 6 para Brooklyn Bridge

Vale a pena ir a pé pelo menos até meio da ponte para beneficiar de uma vista de cortar a respiração. Há um tabuleiro para peões e bicicletas que anda por cima do trânsito automóvel, equipado com bancos onde se pode descansar. O acesso é através da zona de City Hall

 

Dean and Deluca

560 Broadway, na esquina com a Prince St

É o mais fino e rico supermercado do Mundo. Vale uma visita para apreciar os queijos, os peixes, os pães, as carnes. Pode comprar-se comida. Têm uma caneca preta  que diz Dean & Deluca muito bonita, com um desenho curioso – é mais larag em cima do que em baixo. Descendo a Broadway (virar à esquerda à saída do Dean & Deluca) passa-se pelas lojas que vendem jeans e sapatilhas mais baratas de Nova Iorque (lojas com bom aspecto) antes de chegar à esquina com a Canal Street onde vendem os relógios e outras coisas falsificadas.

 

Rockfeller Center

48th St a 51 St, entre a 5ª Ave e a 6ª Ave

O café esplanada que está no centro deste complexo imobiliário está nesta altura transformado no ringue de patinagem que aparece muito nos filmes. Desde este ano é possível subir ao topo do edifício Rockfeller, que é uma boa alternativa à subida ao Empire State Building. Há menos gente na bicha, a vista é idêntica mas o observatório é muito mais moderno (em vez de grades para o pessoal não se suicidar tem vidros transparentes) e há uma exposição cá em baixo que é interessante.

 

CINCO MUSEUS

 

Museu de História Natural

79th St, 8ª Ave, junto ao Central Park

É onde está o esqueleto de dinossauro gigante que aparece no inicio do Godzilla. Acrescentaram-lhe agora um ala em que tu andas ao ritmo da história da Humanidade. É o máximo. No final podes atravessar o Central Park até ao Metropolitan

 

Metropolitan

1000, 82th St com a 5ª Ave

È tão grande, tão grande que ou decides ir a uma sala em concreto que tenha coisas que aprecies ou perdes tempo e paciência. A loja é fabulosa para comprar presentes pelo que vale a pena reservar uma hora para andar por lá a passear

 

Guggenheim

1071, 89th St com a 5ª Ave

Vale a pena ir lá dentro nem que não seja para apreciar a arquitectura helicoidal do Frank Lloyd Wright. Não é muito grande. A loja tem coisas de design interessantes. Normalmente tem exposições temporárias e uma pequena mostra da colecção permanente.

 

Frick Collection

70th St com a 5ª Ave

Gosto muito porque permite ver como vivia um milionário americano (fez fortuna no cobre, creio) no início do século XX. É a casa onde ele habitava, com o mobiliário, os tapetes, a decoração e os quadros. Não aborrece. Detesto a sala Fragonard, mas é um estilo. Tem dois Vermeers!

 

MoMa

53th St, entre a 5ª Ave e a 6ª Ave

A entrar e gastar tempo num só museu esta seria a minha aposta. A dimensão não é esmagadora e tem expostas coisas magníficas e surpreendentes.

 

publicado por Jorge Fiel às 19:44
link do post | comentar | favorito

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...
Carissimo, em Espanha o pez espada é o que nós cha...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds