Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Deus nos livre que a Ana tropece na lâmpada do Aladino, numa sala traseira dos Pastéis de Belém

A Triumph iria perder a Cláudia Vieira para a política

“Gostava de ver os outdoors eleitorais das campanhas políticas com os candidatos todos nus, para vermos quem é que goza com quem ”

Sete anos de mau sexo, Ana Anes, página 156

 

Ora aqui está uma das razões por que valeu a pena o Movimento das Forças Armadas ter derrubado o Estado Novo na alvorada libertadora do dia 25 de Abril de 1974!

A liberdade de expressão e a tolerância, que são as mais bonitas características de um regime democrático, permitem que eu discorde, violenta e frontalmente, da sugestão embutida nesta fantasia da autora e, apesar disso, continuarmos os dois na boa, amigos como dantes, ela uma princesa do Facebook e eu a dar os primeiros e balbuciantes passos no Twitter  - que, de acordo com um artigo publicado na última edição da Business Week, acaba de recusar uma proposta de aquisição feita pela Facebook.

Que medo! Nem quero imaginar as proporções que adquiririam os efeitos funestos de uma eventual e catastrófica concretização da fantasia da autora. Deus nos livre!

Tremo só de pensar na eventualidade da Ana tropeçar na lâmpada de Aladino, numa das salas traseiras dos Pastéis de Belém e, num momento de rara imprudência, expressar ao génio o desejo de ver os candidatos nus nos outdoors.

Seria devastador para o já depauperado e preocupante nível nacional da libido masculina (que, de acordo, com o INE está ainda mais baixo que o nível de água nas barragens!) que fossem espalhados pelo país cartazes com a Manuela Ferreira Leite à pai Adão – ou melhor, à mãe Eva.

Se já vestida a senhora assusta, é só imaginar a debandada e o terror que seriam apoderariam da população se ela aparecesse ao natural nos cartazes. Só tarados muito doentes iriam apreciar.

Mais. O país arriscava-se a ficar ingovernável se o PS não repetisse a maioria absoluta, porque não acredito que o Paulinho viabilizasse qualquer Governo Sócrates depois de ter ficado cheio de ciumeira por o Zé, com aquele corpanzil enxuto pelos joggings corridos nas sete partidas do Mundo, se ter transformado no ídolo da comunidade gay.

A concretização da quarta fantasia da autora teria o efeito de um tsunami (e não estou a falar da outra marca de computadores dos manos Sá Couto, os geniais inventores do Magalhães) – colocaria Nuno Gomes (ao tempo que ele já tem idade para se candidatar) na Presidência da República, a Cláudia Vieira em S. Bento, os gémeos Guedes no Caldas, Soraia Chaves a liderar o Bloco, o Angélico no PSD, a Rita Pereira no PC – e a Clara de Sousa, com aquele seu ar de koulak (camponesa russa rica e robusta), a substituir o Garcia Pereira no MRPP.

Ora penso que ninguém pode estar interessado num cenário destes – com a único excepção de Rui Costa e dos seis milhões, que ao transferirem o 21 para Belém (o Palácio, não o clube) se viam livres de um grande 31 e assim poupavam os 50 mil euros por mês que lhe prometeram por mais dois anos de contrato.

música: Ironic, Alanis Morisette
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Veruska a 4 de Março de 2009 às 03:55
Deste post, gostei muito! Muito mesmo!
De Jorge Fiel a 7 de Março de 2009 às 17:07
Preclara Veruska

Aqueceu-me o coração com este seu gentil comentário.

Para retribuir deixo-lhe cinco palavras que eu acho bonitas e que pode usar à sua vontade quando precisar de uma nova password:

peripécia

frenética

paradoxal

pancada

espalhafatosa

Já agora confirme-me por favor uma coisa. É verdade o que a Kate Winslet diz - que não há mulher que não olhe para o seu próprio rabo antes de sair de casa?

A bem da Nação!
De Veruska a 8 de Março de 2009 às 17:08
Em primeiro lugar agradeço as cinco palavras que me deixou, embora lhe possa dizer que jamais as utilizarei como password, pois a sua beleza e significado obrigam a que sejam amplamente divulgadas e não escondidas por detrás de asteriscos pretos.

Quanto à afirmação de Kate Winslet, só lhe digo que é uma verdade universal!
De Jorge Fiel a 10 de Março de 2009 às 11:55
Preclara Veruska

Pois para lhe agradecer a confirmação da frase da Kate aqui lhe deixo ficar mais cinco palavrinhas:

tornado

extravagância

melancolia

pneumonia

chinchila

A bem da Nação!

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...
Carissimo, em Espanha o pez espada é o que nós cha...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds