Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Peúgas de feltro para tripulação dos submarinos

Cabelos amontoados de judeus mortos em Auschwitz

Para se pouparem ao desgaste psicológico do processamento dos mortos, os nazis entregaram essa tarefa mórbida a prisioneiros, que recompensavam com uma ração extra de comida, senhas para o bordel de Auschwitz ou outras pequenas regalias.

Eram judeus, apelidados sonderkommando (1),  que passavam em revista os corpos dos judeus acabados de morrer na câmara de gás decorada com chuveiros.

Extraiam-lhes os dentes de ouro (daí os dentistas terem uma boa hipótese de sobreviverem na triagem inicial, à chegada ao campo), que eram  posteriormente fundidos em barras.  

Despojavam-nos de anéis, pulseiras, brincos, e procuravam com detalhe todos os orifícios do corpo onde pudessem estar dissimuladas jóias ou dinheiro.

Cortavam-lhes o cabelo (dai os barbeiros terem uma boa hipótese de sobreviverem na triagem inicial, à chegada ao campo), posteriormente enviado para fábricas onde era usado como matéria prima para confeccionar, entre outras coisas, peúgas de feltro para a tripulação dos submarinos.

Depois, de processados os corpos, os sonderkommando transportavam-nos para os fornos - ou para as piras, no caso da capacidade instalada do crematório se estar a revelar insuficiente para queimar os judeus mortos na câmaras de gás. (2)

As cinzas do milhão e meio de judeus, ciganos, presos políticos, etc, foram espalhadas pelos lagos e rios dda região de Auschwitz.

Uma das coisas que mais impressiona na mecânica do processo de extermínio, posto em prática pelos nazis, é o seu carácter total e absoluto. Roubaram tudo aos judeus. Não só os bens e a vida, mas também a dignidade.

Auschwitz foi o único campo onde o número de registo dos prisioneiros lhe era tatuado na pele, peça importante de uma operação de despersonalização e bestialização, que inclui um código de cores nos triângulos cosidos nos uniformes:  amarelo ( judeus),  vermelho (políticos),  preto (ciganos e anti-sociais), roxo (Testemunhas de Jeová), rosa (homossexuais), verde (criminais).

A exposição de bens confiscados aos judeus - pares de sapatos, malas, próteses, roupas, óculos pincéis de baba, carrinhos e enxovais de bebé, enxovais – é outro dos socos que o visitante da exposição de Auschwitz leva no estômago.

No Bloco 11, o da Morte, as celas disciplinares subterrâneas provocam-nos arrepios na espinha, em partícular os quatro pequenos bunkers, com 90x90 centímetros cada, onde eram metidos prisioneiros a cumprir penas especiais.

  

 A entrada de um dos quatro bunkers da Cela 22 do Bloco 11

(continua)

……………………

(1)  Chegaram a ser 900 os sonderkommando ao serviço nos quatro crematórios de Auschwitz.

 

(2)  Os sonderkommando também era usados para escoltar os deportados até às câmaras de gás, colaborando na mentira  nazi de que iam apenas tomar banho e serem desinfectados.

 

música: Message in a bottlle, Police
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Tibetana a 17 de Novembro de 2008 às 18:26
...,
De Jorge Fiel a 22 de Novembro de 2008 às 09:13
Preclara Tibetana

Importa-se de repetir? :-)

A bem da Nação!
De eppursimuove a 17 de Novembro de 2008 às 19:42
Desconhecia a existência desses sonderkommando, uns autênticos pulhas, na minha opinião piores que os próprios nazis...
De Jorge Fiel a 22 de Novembro de 2008 às 09:14
Preclaro Eppursimuove

Acho que devia ser mais tolerante, meu preclaro amigo. Os caminhos da sobrevivência são muitas vezes tortuosos e insondáveis...

A bem da Nação!

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds