Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

Informação relevante sobre os meus episódicos e mini-ataques de priapismo nocturno

 

Nunca sofri de um ataque de priapismo puro e duro, daqueles que duram 36 horas (ou até mais), como o que ocorrido num episódio recente da série Serviço de Urgência, da Fox, em que as simpáticas enfermeiras tiveram de administrar duas injecções na base do pénis do paciente para conseguirem derrubar a teimosa erecção que o atormentava.

 

O pior que me acontece neste particular são episódicos mini-ataques de priapismo nocturno que se revelam bastante incómodos quando coincidem com uma irreprimível vontade de satisfazer as minhas necessidades fisiológicas de carácter líquido.

 

Não é preciso ser-se um iniciado nas artes do tiro curvo e do tiro tenso (o que, por acaso, eu sou, já que a minha especialidade na tropa foi Anti-Carro e Morteiro Médio) para se perceber que é completamente impossível acertar com a urina dentro da sanita se o pénis está erecto.

 

A alternativa de fazer xixi como as senhoras, ou seja sentado, é um exercício doloroso e desprovido de resultados práticos já que pénis está num ângulo superior a 90 graus com o chão e não está no seu estado flexível pelo que é impossível acomodá-lo dentro da sanita.

 

O que fazer nestas circunstâncias? Caso se trate de pequenos ataques, não é necessário recorrer à Urgência do Hospital. Pense em coisas desagradáveis (como por exemplo, rim grelhado ao pequeno almoço) ou ligue o televisor e fique a ver um canal de vendas. Se não passar, vista o roupão e vá aliviar-se ao ar livre (hipótese particularmente recomendada se morar perto de um bosque) rezando para não encontrar no elevador uma vizinha feia que pode achar que você ficou assim entusiasmado por a ver. Ou então use o método de Robert de Niro em «O Touro Enraivecido» - encha um «frappé» e despeje o gelo sobre as suas partes. Vai ver que resulta.

 

 

PS. No Verão de 2006, a revista Única publicou um conjunto de pequenas crónicas sobre as minhas doenças. A série foi interrompida na 13ª crónica, dedicada ao meteorismo, que não chegou a ser impressa, por decisão superior. Ao arrumar os ficheiros no meu computador dei de caras com estes textos e  achei por bem republicá-los, na vã esperança de que alguém se divirta com as minhas desgraças. Ponham-se a pau, porque aí vão eles.

 

música: Daddy cool, Boney M
publicado por Jorge Fiel às 16:06
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Zé Piscas a 17 de Setembro de 2008 às 21:57
Oh! Meu Amigo (com letra grande, claro) Jorge:
O priapismo nocturno não é (em meu entender, claro) uma chatice.
É, antes, o sinal que a coisa vai funcionando.
O mal é quando nem a dormir a gente não sonha com aquilo que é bom!
Não é que eu me queixe, mas que vou reconhecendo que isso pode vir a ser problema futuro, isso não nego.
Claro que hoje em dia há soluções, em comprimidos ou coisa parecida, mas tem de concordar que é triste um homem ter de recorrer a essas coisas.
Para já eu tenho recorrido (nos momentos de maior fraqueza) já que a frequência com que preciso disso é muito elevada, pois, como imagina, vou tendo muita procura, aos cogumelos secos. Pode não acreditar, mas vendem-se na Makro (várias espécies) e para isso são uma categoria. Não os ponha de molho, meta-os na boca tal como saem do saco, mastigue-os bem mastigados. O efeito é quase instantâneo. Muito melhor que o Viagra ( e quejandos). Também os há, de vez em quando, no Lidl, mas estes são bons é para dar ao jantar às senhoras que convidar lá para sua casa. É que que estes só atiçam a ardência delas. E, claro, isso é bom para nós. Os do Lidl são italianos, já está a ver, não é. Os da Makro são portugueses, ora aí está a diferença, está a ver, não está?
Um abraço, Jorge. Vá perguntando o que quiser. Eu sei muito, mas se não souber também lhe digo!
De Jorge Fiel a 19 de Setembro de 2008 às 22:25
Preclaro ZÉ Piscas

Muito obrigado pela dica dos cogumelos. Uma pessoa nunca sabe quando está para chegar a hora de carecer de ajuda externa para estar à altura dos acontecimentos.

Na verdade eu sou frequentador do Lidl. Mais dia menos dia examinarei esse caso dos cogumelos italianos.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Preclaro ZÉ Piscas <BR><BR>Muito obrigado pela dica dos cogumelos. Uma pessoa nunca sabe quando está para chegar a hora de carecer de ajuda externa para estar à altura dos acontecimentos. <BR><BR>Na verdade eu sou frequentador do Lidl. Mais dia menos dia examinarei esse caso dos cogumelos italianos. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Obirgado</A> pela sua disponibilidade. <BR><BR>A Bem da Nação ! <BR>

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...
Carissimo, em Espanha o pez espada é o que nós cha...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds