Segunda-feira, 7 de Abril de 2008

É só um pouco mais de azul

Não façam confusão. Eu sou doido pelo azul. Ao ponto de invejar a bandeira azul e branca da Monarquia Portuguesa , apesar de ser um regicida em potência.

Quando estão bem dispostos, o mar e o céu são azuis, só mudando de cor para verde (caso do mar) ou cinzento (caso do céu) quando estão com os azeites.

Os «jeans» – a mais importante peça de vestuário inventada desde a toga romana – eram originalmente azuis.

Azul e branco é a cor do equipamento do clube do meu coração (‘bora aí que estou convencido que é desta que estamos embalados para colocar definitivamente a palavra hexa no vocabulário futebolístico nacional – já só faltam três)

E uma das minhas canções preferidas, com lugar quase sempre garantido no meu «top ten» pessoal, é a dos Rádio Macau em que a Xana, com aquela maravilhosa voz urbano-depressiva , nos conta que sonhou mandar pintar o céu de azul até que se percebeu que já alguém antes dela (presumivelmente Deus)  tinha tido uma ideia igual.

Para verem quanto eu gosto do azul, informo que tomei as notas para este «post» com uma esferográfica Muji azul ultramarina e que, neste preciso momento em que escrevo, estou vestido com uma Levi’s 501 azuis, uma camisa da Mystic Shirt às riscas  (largas de um centímetro!)  azuis e brancas, e um blazer azul da Labrador  (está bem, eu satisfaço o vosso voyeurismo: oos sapatos e as meias, ambos da Ecco, são pretas, e os boxeurs, da Fruit of Loom, cinzentos).

Agora, que penso ter estabelecido sem margem para dúvidas o meu gosto pelo azul, devo dizer-vos que até há bem pouco tempo não achava que a minha cor favorita desse para tudo e reagi desfavoravelmente quando a Vanda Stuart  pintou o cabelo de azul e o Nilton apareceu com óculos com armação azul.

Passei a dar um desconto à Vanda por duas razões.

Primeiro porque o nome dela me lembra um filme absolutamente impagável («Um Peixe Chamado Vanda», protagonizado por Jamie Lee Curtis, uma mulher que já me povoou muitos sonhos felizes).

Segundo porque gostei de a ver (com o cabelo pintado de loiro) a interpretar a preceptora dos filhos Van Trapp  na encenação La Féria do musical «Música no Coração».

Não me envergonho nada  em  anunciar que chegou a hora de reabilitar o Nilton. Até à minha partida para a Suíça, este candidato a humorista só tinha marcado um ponto a seu favor –  não se rir das piadas desconchavadas que conta.

Depois de ter lido no diário suíço20 Minutes que os óculos com moldura azul são o último grito da moda para esta Primavera/Verão  sinto-me na obrigação de dar o braço a torcer e reabilitar o Nilton como um verdadeiro olharapo, ou seja aquelas valiosíssimas criaturas que sabem antecipar uma tendência.

O 20 Minutes não brinca em serviço e demonstra a sua tese publicando fotografias de Paris Hilton, Sienna Miller e Lily Allen com óculos de armação azul. E, relativamente ao formato, recomenda os Wayfarer da Ray Ban.

Eu confesso que neste particular sou um bocado bota de elástico. Há coisa de um ano convenci-me que o Rui Ochoa tinha pirado de vez quando o vi a aparecer numa reunião do Expresso com uns óculos de moldura vermelho. E ainda estranho um bocado quando vejo a Inês, uma das minhas novas colegas do DN,  com uns óculos com uma vistosa armação branca e vermelha.

Mas se o que está a dar são mesmo os óculos com armação colorida, acho bem que a cor da moda seja a minha preferida – a azul.

 

 

 

música: Um pouco mais de azul, Moderados de Paranhos
Tags: ,
publicado por Jorge Fiel às 18:22
link do post | comentar | favorito
22 comentários:
De rui santos a 7 de Abril de 2008 às 18:42
Bem, nunca vi nada tão bem escrito, simplesmente porque apenas querias dizer que a tua cor preferida é o azul.
O bom gosto do texto e da cor escolhida vão fazer com que passe diariamente por este blog
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:22
Preclaro Rui Santos

Assim é que é falar!

Que mil Rui Santos floresçam nesta lavandaria!

A Bem da Nação!
De Tibetana a 7 de Abril de 2008 às 20:28
meu lindo JF (pronto... vai ser um alvoroço total!estás a babar! outros serão ruidosos, outros implacáveis, os demais prolixos e os restantes qualquer coisa), inicio assim meu comentário mais desastrado, desastroso porventura a qualquer norte, acredito piamente que não existas, pois quem muito afirma um nome, não o é, na verdade.
ESTOU A VER QUE SEM DÚVIDA NENHUMA ESTARIAS DE AZUL e imaginar e acertar é coisa assustadora.
Assim sendo pelo bem da Nação e dos monges tibetanos me retiro, continuas a escrever como eu gosto. E mais vale um gosto do que outra coisa.
Aprecio. Mas tens um humor sutil, subtil, estranhíssimo convenhamos.
Amém!
See you later.
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:25
Preclara Tibetana

Muito, mas mesmo muito obrigado.

A Humanidade é ultra-sensível à lisonja - e eu não sou uma excepção.

Não faça cerimónia. E volte sempre, por favor.

Viva o Dalai Lama!

A Bem da Nação!
De maria a 7 de Abril de 2008 às 22:01
Como é que um tema tão simples pode originar um texto tão fluído, daqueles que prendem até ao fim?
Parabéns e viva o azul!
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:25
Preclara Maria

Tudo azul tanbém para si. Obrigado.

A bem da Nação!
De Abobrinha a 8 de Abril de 2008 às 09:03
Guru

Credo! Que horror! Admito que não possa criticar uma moça que trabalha consigo por usar óculos de massa, mas eu posso porque não trabalho com ela! Os óculos de massa são um retrocesso civilizacional! Nada menos que isso! Azuis então são o equivalente a voltar a viver em árvores e não fazer malabarismos com o polegar.

A melhor invenção para quem tem óculos (fora as lentes de contacto) foram as lentes sem armação. Claro que parece que toda a gente anda com óculos iguais, mas como são discretos a pessoa concentra-se mais no rosto que nos óculos propriamente ditos.

Os óculos com armação são para quem não precisa deles e pode andar perfeitamente sem óculos ou para quem não tem que fazer ao dinheiro: é que normalmente os óculos são mais que muito caros e as lentes são um assalto à mão armada. E aqui se vê as verdadeiras diferenças sociais: um funcionário público queixa-se porque a ADSE só dá x% pela armação e y% pelas lentes. Um não funcionário público ri-se, paga e não bufa.

Mas então você agora é homem de moda? Que vergonha! Eu que o tinha por contra-corrente e javardo (no bom sentido).

Vá, essas férias fizeram-lhe mal! Volte ao bom caminho! Está perdoado.

Eu amo o azul: há verdes feios mas azuis não. Dito isto, depois de ver os óculos da Paris, fiquei com dúvidas...
De Tibetana a 10 de Abril de 2008 às 00:45
óculos marrons ou pretos, um Prada, A Paris que me desculpe, bom gosto é fundamental, em TUDO!
Qual a opinião do Guru?
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:33
Preclara Tibetana

100% de acordo. O bom gosto é fundamental. Mas há alguma subejectividade no bom gosto - terá de reconhecer.

Sou leigo, mas parece-me que tudo (ou quase tudo) que é Prada tem bom gosto.

A Bem da Nação
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:29
Preclara Abobrinha

Da maneira como está a vida, poucos se podem dar ao luxo de escolher os óculos das pessoas com que trabalham. Penso eu de que...

Compreendo o seu ponto de vista, se bem que ache um poc excessiva a declaração de que os óculso de massa constituem um retrocesso civilizacional.

Como não estou na moda, tento desesperadamente por-me na moda estando atentoà moda.

A bem da Nação!
De damasceno a 8 de Abril de 2008 às 09:29
Bom dia gostei do seu blog, desde já deixo aqui o convite, visitem http://damasceno.blogs.sapo.pt/
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:34
Preclaro Paulp Damasceno

Um abraço aí para Vilar Formoso: Tudo em cima!

A bem da Nação!
De ccor a 8 de Abril de 2008 às 11:39
Só para deixar o aviso.

Encontrei isto no SOL, ponha-se a pau hem....

"Alerta
Escrever em blogues pode ser prejudicial à saúde
A morte de alguns autores de blogues profissionais muito populares nos EUA por ataque cardíaco está a preocupar a comunidade bloguer norte-americana, que acredita que a necessidade de actualizar constantemente estas páginas poderá estar a afectar a sua saúde"


ehehhehehheh
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:37
Preclaro CcoR

Fico-lhe penhorado pela sua preocupação com o meu estado de saúde.

Penso que estou imune a esse destino fatal por não ser profissional de blogues e, ainda, por a lavandaria não ser muito popular - nem nos EUA nem aqui em Portugal.

eheheheheheheheh

A bem da Nação (e do coração!)!
De Zé Pedro Guedes a 8 de Abril de 2008 às 14:01
Enternecedor, Fiel. Só me ocorre citar o velho, mas velho mesmo, João Pinto: "O meu coração só tem uma cor: azul e branco". Abraço.
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:38
Preclaro Zé Pedro

O João Pinto soube tornar-se um lider de opinião e um percursos dos bushismos.

Viva o João Pinto!

Um abraço

A Bem da Nação!
De Anónimo a 9 de Abril de 2008 às 16:02
Jorge: tu sabes de cór a marca da tua roupa toda, ou, antes de escreveres, espreitas para a etiqueta? A.F.S.
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:39
Preclaro AFS

Sei de cor a marca da minha roupa toda. Creio que isso acontece por duas razões:

1. Não tenho assim tanta roupa como isso;

2. Sou eu que compro a minha roupa.

Um abraço!

A bem da Nação!
De Tibetana a 10 de Abril de 2008 às 00:47
Pois! ......onde estás?
perdoa-se ou não?
sei existe vida ................
De Jorge Fiel a 10 de Abril de 2008 às 08:40
Preclara Tibetana

Eu sou a favor do perdão. Quase sempre.

A bem da Nação
De Amigo do peito a 12 de Abril de 2008 às 01:02
Tanta conversa (*) para dizer que é portista.

O MST é directo; não necessita de tantas flores para bradar aos céus que o clube da cidade do Porto, equipa de azul.

Saco azul é ambém um artigo muito na moda.

O problema da cor reside nos porshes ...

(*) de merda
De Jorge Fiel a 17 de Abril de 2008 às 23:33
Peclaro Amigo do Peito

Longe de mim a ideia de o contrariar, mas quero crer que se esqueceu de um c na grafia de Porsche.

A bem da Nação!

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds