Domingo, 16 de Outubro de 2011

Encontro no Café Singer com o professor badalhoco

 

Posso ter-me cruzado com o célebre professor badalhoco na casa de banho do Café Singer, em S. Petersburgo.

Se não se recorda – ou até mesmo nunca soube – do episódio do professor badalhoco, eu passo a explicar. Trata-se de um bandalho que apertou o pescoço a uma zelosa funcionária de uma escola secundária alentejana, em retaliação pelo facto da dita senhora o ter admoestado, em plena sala de professores, por mais uma vez ter deixado a casa de banho toda suja após se ter servido dela para satisfazer as suas necessidades fisiológicas de carácter sólido.

Segundo consta, o professor badalhoco não só se abstém de puxar do autoclismo como, ainda por cima, escatologicamente, se diverte a espalhar fezes pelas paredes da casinha. Um porcalhão!

Sábado à tarde, animado pelo propósito de impedir que um eventual aperto de bexiga perturbasse a degustação da minha borsch, dirigi-me à casa de banho do Café Singer, que não cheira a pêssego (como as do aeroporto de Frankfurt) e é destituída de mictórios, resumindo-se a duas sanitas, ou seja uma diminuta capacidade instalada para poder escoar a procura com fluidez – e, por isso, geradora de filas.

Enquanto aguardava pela minha vez tive a oportunidade de confirmar que uma boa parte dos russos honra a tradição do seu pais de lavar as mãos também antes do xixi. Faz todo o sentido porque a pila anda protegida pelas cuecas e calças, enquanto as mãos andam para aí em contacto com todas as imundícies deste mundo.

Quando entrei na casa de banho constatei que o cavalheiro anterior tinha os intestinos desarranjados e não se preocupava nada com as consequências dessa anomalia na higiene da sanita. Será que, inadvertidamente, me cruzei em S. Petersburgo com o célebre professor badalhoco?

publicado por Jorge Fiel às 20:31
link do post | comentar | favorito

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds