Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2010

Mark Twain desvenda mistério da bolsa de valores

 

Baratas espicaçadoras, gatos mortos, canivetes Barlow, escaravelhos bosteiros, pedaços de giz, anzóis, maçanetas de latão de cão de chaminé, carraças e dentes acabados de tirar, são os tesouros que fazem a felicidade de Tom Sawyer, Huckleberry Finn e os outros rapazes de Sampetersburgo, na fabulosa saga de Mark Twain.

Da primeira vez que me deliciei com estas aventuras era adolescente. Voltei agora a relê-las e confirmei o que já desconfiava - e acontece não só com livros mas também com filmes, músicas, cidades e pessoas. O livro é o mesmo, mas quem o lê é diferente, o que opera a magia de transfromar um livro igual num livro diferente.

Entre as duas leituras, aprendi a diferença entre uma acção e uma obrigação, a calcular o PER e o PCF (price/cash flow) de uma acção, a perceber que uma blue chip é algo muito diferente do que um batata frita azul, e mais uma data de coisas que me levaram a achar que além de muitas outras coisas valiosas, Mark Twain deixou-nos belos exemplos das mais sofisticadas regras da teoria económica.

No diálogo que transcrevo de seguida está um tratado de teoria da negociação, um manual de vendas e a explicação para o mistério da existência de bolsas de valores onde diariamente profissionais sabidos e informados acham que é bom negócio vender coisas a um preço a um profissionais igualmente sabidos e informados acham que é bom negócio comprar. Ora aí vai:

 

“- Que é isso Huck?

- É apenas uma carraça.

- Onde a arranjaste?

- Na floresta.

- Quanto pedes por ela?

- Não sei. Não quero trocar.

- Não faz mal, de qualquer maneira é uma carraça muito pequena.

- Ora, qualquer é uma capaz de desfazer numa carraça que não lhe pertence. Eu estou satisfeito com ela. Pra mim é uma boa carraça.

- O que não falta são carraças! Se quisesse, podia ter mil!

- Então porque é que não tens? Porque sabes perfeitissimamente que não podes! Esta carraça é muito nova, foi a a primeira que vi este ano.

- Olha, Huck, dou-te o meu dente por ela.

- Mostra.

Tom tirou da algibeira um bocado de papel que desenrolou cuidadosamente. Huckleberry observou-o, cobiçoso. A tentação era muito forte. Por fim perguntou:

- É otêntico?

Tom levantou o lábio superior e mostrou-lhe a falha.

 - ‘tá bem, negócio fechado – declarou Huckleberry.

Tom meteu a carraça na caixa de fulminantes que, anteriormente, fora a prisão da barata, e os rapazes separaram-se, sentindo-se cada vez mais rico do que antes.”

 

As aventuras de Tom Sawyer, Mark Twain, edição Livros de Bolso Europa América, páginas 54 e 55

música: Because of, Leonard Cohen
publicado por Jorge Fiel às 19:36
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Sun Iou Miou a 3 de Dezembro de 2010 às 10:42
Avivou-me a vontade de relê-lo, ao meu bem próprio! O problema vai ser encontra-lo nesta bagunça (Disse assim?) de biblioteca.
De Jorge Fiel a 3 de Dezembro de 2010 às 22:27
Preclara Miou Miou

Vale a pena. Atravesso-me nessa. Mark Twain vale a pena ser revisitado.

Um beijo

Sempre a considerá-la (e a bem da Nação!)

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...
Carissimo, em Espanha o pez espada é o que nós cha...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds