Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Um bocado de vida real em Queensway

O serviço postal em Inglaterra foi privatizado, o que explica várias coisas, como o facto das estações do Post Office serem muito mais rafeiras do que as nossas (do ponto de vista gráfico e estético) mas com um atendimento muito mais rápido e eficaz.

Entrei no Post Office de Queensway animado do propósito de comprar selos e fui logo atendido, não sendo necessário munir-me previamente de um número numa maquineta coscuvilheira que quer saber ao que vamos e nos penaliza se escolhermos a opção Atendimento Geral.

“E para Inglaterra? Tem a certeza de que não quer selos para Inglaterra?”, perguntou num misto de esperança e gentileza o jovem cavalheiro que me atendeu, após eu ter solicitado cinco selos para postais ilustrados destinados aos States e oito para a Europa.

Em Queensway há de tudo, incluindo uma farmácia da Boots, pegada ao Post Office, onde entrei para adquirir uma caixa de aspirinas, tarefa aparentemente simples mas que foi dificultada pela largueza da oferta. Havia todo o tipo de aspirina (menos as da Bayer, o que não ajudou na escolha) desde os 16 p. até caixas com preço marcado superior a três libras. Optei pela marca da casa: uma dúzia de pastilhas por 39 p.

O shopping center Whiteley, reconhecível ao longe pela sua elegante cúpula, é uma das atracções de Queensway. Considerado o mais antigo centro comercial do Mundo (em 2011 comemora o seu centenário), o Whiteley foi alvo de recente remodelação e tem um ar chique, com lojas bonitas e modernas – uma Muji onde adquirir canetas verde escuro (que não havia na Muji de Covent Garden), uma perfumaria que estava a fazer saldos violentos (onde as meninas arejaram os Visa) e uma livraria que oferecia livros ao desbarato por estar em liquidação. Como mais tarde tive ocasião de confirmar, em Londres a vida não está de feição para as livrarias.

Queensway, início da tarde de 5 Dezembro 2009

música: Immigrant song, Led Zeppelin
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Tibetana a 4 de Fevereiro de 2010 às 12:39
Uma foto do cotidiano.

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds