Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

S-P=X, sendo que X > Y

Aquela velha história dos chineses usarem o mesmo ideograma para representarcrise e oportunidade aplica-se como uma luva às consequências do thatcherismo nas vidas de raparigas portuguesas – como a Eunice (nome fictício), que foi minha senhoria durante uma semana algures em meados dos anos 90 -  que foram para Londres trabalhar au pair e que por aqui ancoraram depois de se terem casado com gregos, madeirenses ou espanhóis.

A fúria privatizadora do thatcherismo obrigou as nossas compatriotas a adquirirem a preço de saldo as casas (basements floors em Porchester Gardens, nas imediações de Queensway, ou andares em projects para os lados de Regent’s Park), ainda para mais com um seguro jeitoso a acautelar a hipótese de serem lançadas para o desemprego.

A Eunice e restantes moças fizeram aquilo que o Guterres tinha dificuldade em fazer e concluíram que era um disparate acabado continuarem empregadas, pois teriam mais dinheiro no bolso e tempo para gozarem a vidinha se fossem despedidas, uma vez que o seguro pagava a prestação do mortgage.

Dito por outras palavras, fizeram as contas e espreitaram uma enorme janela de oportunidade.  S (salário) – P (prestação do crédito a habitação) = X, sendo que X era menor que Y (subsidio de desemprego). Como agravante podiam engordar o Y alugando as casas ao dias ou à semana a turistas, recolhendo-se durante esse período em casa de outras amigas ex-au pair.       

Além de merecer a minha admiração pela sua simplicidade desarmante este esquema permitia aos turistas beneficiar de alojamento barato em Londres, com o conforto de poder fazer refeições em casa  - o que além de cómodo induz poupanças suplementares. Tenho muita pena de ter perdido o contacto deste rede. Se, por acaso, alguma preclara ou preclaro souber do paradeiro destas moças, terá provado que o mundo é efectivamente pequeno – e pode fazer-me o favor de me enviar as respectivas coordenadas delas.

Queensway, início da tarde de 5 Dezembro 2009

música: Black dog, Led Zeppelin
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds