Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Nunca acreditei em trezes no Totobola, no vigésimo premiado ou no jackpot do Euromilhões

 Aspecto da mesa do quarto 444 ao final do primeiro dia

Gosto muito daquela frase que nos lembra que o único sítio onde o sucesso aparece antes do trabalho é no dicionário. Como agravante é verdadeira. Nunca acreditei em trezes no Tobolola, no vigésimo premiado ou no jackpot do Euromilhões.

Ao longo da vida paguei sempre com chatices e trabalho a esmagadora maioria das coisas boas de que usufrui. É por isso que também gosto muito da mais célebre das frases proferidas pelo palmelão Octávio: “Trabalho muito trabalho”.

Vem este elogio do trabalho a propósito de que umas boas férias numa cidade  exigem o trabalho metódico de todos os dias, ao acordar, planear cuidadosamente o que se vai fazer, escolhendo rotas, verificando horários, confirmando as informações nos guias.

Para esta viagem usei uma edição antiga do guia DK (que ainda não inclui referências à Tate Modern, ao Pepino da Swiss Re e ao Testículo de Vidro, que fica do outro lado do rio e é usado pelos serviços da câmara, presidida pelo Mayor Boris) e uma mais moderna do Time Out, complementada pelos panfletos que vou reunindo por todos os escritórios de turismo onde passo.

Munido de óculos de leitura, começo o dia por volta das sete am, anotando em folhas A4 dobradas os percursos a seguir, bem como um detalhado plano de transportes. Além destas notas de naveação, post it amarelos judiciosamente intitulados e espalhados pelos guias permitem a consulta sempre que for necessário obter informações mais pormenorizados sobre uma igreja, pub, rua, estação ou monumento.

Nunca se esqueçam: a eficiência é a mãe da produtividade.   

East End, nascer do dia, sábado 5 Dezembro 2009

música: Choice in the matter, Aimee Mann
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 19 de Janeiro de 2010 às 12:49
O meu Amigo devia deixar de perder tempo a fazer road books de cidades onde está tudo previsto e explicado na sinalética urbana e investir em ser co-piloto do Carlos de Sousa no próximo Dakar. Explique-nos, já agora, o que faz o Amigo argentino por baixo do seu tradicional rolinho de papel, à esquerda na foto. Um abraço. A.F.S.

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds