Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Como a altura em que a sopa é servida é um barómetro do bem estar na sociedade portuguesa

A vista de que usufruí hoje ao almoço, a partir de uma mesa da Praça da Alimentação do Vasco da Gama

A minha vida já vai suficientemente longa para ter testemunhado importantes transformações estruturais na sociedade portuguesa, como a Revolução do 25 de Abril, as noites de glória do FC Porto em Viena, Sevilha e Gelsenkirchen, a nossa adesão à CEE e a emigração da sopa do fim para o princípio da refeição.

Quando era miúdo, na longa noite negra do salazarismo, a sopa situava-se no final da refeição, imediatamente antes de sobremesa, enquanto agora funciona como uma entrada.

Este salto da sopa ilustra, no meu entender (que como sabem não é modesto), o gradual processo de enriquecimento da sociedade portuguesa.

A sopa, que era um prato barato e pouco qualificado, usado pelos pobres para acabar de encher a barriga no final de uma refeição frugal, passou a ser um prato janota numa sociedade obcecada pela saúde e pela alimentação correcta.

Este upgrade da sopa simboliza a fantástica evolução que o nosso país atravessou em 35 anos de democracia.

Esta minha reflexão sobre a sopa decorreu durante o almoço de hoje, na praça de alimentação do Vasco da Gama, onde depois de hesitar entre o Menu Prazer e o Menu Satisfação (meus Deus!, quem serão os padrinhos destes menus?)  optei por este último, que me garantiu, contra o pagamento de 4,80 euros, uma salada (feijão frade, cebola, couve mineira, rodelas de pepinos, bocados de tomate e cubos de queijo e fiambre, regados por molho vinagrete), uma sopa juliana, um pão e uma agua Serra da Estrela fresca.

Comi primeiro a salada e depois a sopa, porque gosto da sopa fria.

música: Trem das Onze, Elis Regina
Tags:
publicado por Jorge Fiel às 18:08
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Tibetana a 22 de Outubro de 2009 às 20:29
Mas que frase mais catita!
"uma refeição frugal, passou a ser um prato janota numa sociedade obcecada pela saúde e pela alimentação correcta"...isto para quem anda sempre a queixar-se e a debulhar que só toma chá... etc etc
Isso para quem sai a correr sem o tal do pequeno almoço, que come com os olhos o tal do bolinho de arroz, mas salva-se pela escolha da água..
Não concordo com a historieta da migração da sopa!pois: se na era política tal...a sopa preenchia os possíveis buracos de uma alimentação ...na atctualidade consumista, gastronómica e exagerada, com diabéticos a 3 por 2, a sopinha serve para precaver aos gulosos!
Que tal?
De Jorge Fiel a 23 de Outubro de 2009 às 09:33
Preclara Tibetana

Deve ter razão, mas não percebi exactamente qual é o seu ponto.

Mas catita é uma palavra bem gira, sim senhora!

A bem da Nação!
De Tibetana a 23 de Outubro de 2009 às 13:33
:), não há pontos... também aprecio sopas frias.Mas na verdade o nosso sistema digestivo, com fartas comilanças, necessita de quando em vez de uma refeição leve e a sopa vai bem!
A bem das sopas.
De Jorge Fiel a 2 de Novembro de 2009 às 23:25
Preclara Tibetana

Viva a sopa! Hoje ao jantar marchou um caldo verde (frio)

A bem da Nação!

De Sun Iou Miou a 22 de Outubro de 2009 às 21:09
Na casa de meus pais comia-se a sopa de primeiro. Depois, quando vim morar à aldeia, acostumei-me a come-la ao final. Gosto mais assim. Menu Prazer, menu Satisfação? Hmm... Que evocações curiosas! Mas não conta em que consistia o menu de que desistiu. Era bom sabe-lo.
De Jorge Fiel a 23 de Outubro de 2009 às 09:38
Preclaro Miou Miou

Estou a ver que a minha preclara amiga aventa a hipótese da dicotomia urbano/rural desvendar o mistério da localização da sopa durante a refeição. Também pode ter razão. Admito.

O Menu Prazer da Loja das Sopas dava direito só a meia sopa, mas permitia que a bebida fosse um sumo de fruta natural - em vez da oferta restrita à água e refrigerante do Menu Satisfação.

A bem da Nação
De Sun Iou Miou a 23 de Outubro de 2009 às 11:49
Não aventava tal hipótese, JF, antes subscrevo a sua: acho que é, em geral, mais coisa de ricos e pobres pelo que tenho observado, só que eu só descobri isso quando vim para a aldeia.

Realmente! Fez muito boa escolha com o menu Satisfação. Onde já se viu um menu de meia sopa?! Quem pode imaginar o que é "meia sopa": Só o caldo? Só os sólidos? Um prato partido a meio?! E pensar que cá nalguns lugares ainda deixam a sopeira na mesa para se servir um segundo prato se quiser. Que mundo doido.

Sim, catita é uma palavra catita. Concordo. (Estou a concordar de mais já. Vou mais é trabalhar, que depois nem para sopa ganho.)
De Jorge Fiel a 2 de Novembro de 2009 às 23:27
Preclara Miou Miou

Abaixo a meia sopa!

Abaixo o trabalho obrigatório e mal pago!

A bem da Nação!

Comentar post

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...
Carissimo, em Espanha o pez espada é o que nós cha...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Ligações

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds