Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Uma escuta telefónica que pode ser imaginária desvenda «making of» do «post» mártir da meretriz!

 

O «post» da meretriz  (vamos chamá-lo assim por comodidade) que inaugura o segundo fôlego desta lavandaria foi inicialmente escrito para ser publicado na Roupa para Lavar, na página de blogues do Expresso.

 

No entanto, só agora na véspera de Natal, quando nos preparamos para celebrar o parto do Menino Jesus na manjedoura, é que este «post» é dado à luz do dia.

 

Como tudo na vida, este adiamento tem uma explicação. Decorriam as negociações para o meu divórcio do Expresso quando recebi uma chamada do meu preclaro amigo e comendador Marques de Correia, informando-me que tinha lido o «post» da meretriz e tinha uma proposta indecente para me apresentar.

 

Passo a reproduzir, em termos aproximados, o teor dessa conversa telefónica:

 

MdC -. Ouve lá tu planeias manter o blogue depois de saíres do Expresso?

 

JF - Sim. Estava a pensar transferi-lo para o Sapo. Porquê? Tens alguma objecção?

 

MdC - Não. Não tenho. Só me parece que não devias manter o nome Roupa para Lavar. Nem o Sataiva quando saiu levou com ele A Política à Portuguesa.

 

JF - Ok. Não há problema. Eu mudo o nome do blogue para Lavandaria. Está bem assim? Era isso que me querias dizer?

 

MdC - Não. Na verdade eu queria fazer-te uma sugestão. Para lançares a Lavandaria no Sapo não te dava jeito um «post» mártir?

 

JF – O que é que queres dizer com isso de um «posrt» mártir?

 

MdC- Não era bom para ti reabrires o teu blogue com um texto que pudesses anunciar como tendo censurado pelo Expresso?

 

JF - Ó comendador, isso dava cá um jeitaço. Espectacular. É mais uma daquelas ideias geniais! Obrigado.

 

MdC-_ Então está combinado. Não vou autorizar a publicação deste «post». Os amigos são para as ocasiões.

 

JF – Obrigado comendador! Mais uma vez obrigado!

 

Depois de lida a transcrição desta conversa telefónica (que não vejo motivo conste de qualquer processo judicial aparentado ou não com o Apito Dourado)  creio que todas as preclaras e preclaros ficam a par do «making of» do  «post» mártir intitulado «Ide todos para a grande meretriz que vos deu à luz».

 

Mais acrescento que no pretérito dia 10,  por volta das dez da matina, no Bloco Operatório do Hospital de Santo António a minha vesícula esclerosada deixou-me por intervenção de uma equipa liderada pelo dr Zé David.

 

Creio que haverá oportunidade para partilhar com todo o bom povo da lavandaria, as facécias que rodearam este episódio. Para já, quero apenas chamar a atenção que fui submetido a uma anestesia geral.

 

Como a conversa telefónica que reproduzi terá acontecido antes da anestesia geral, eu não se sinto capaz de jurar -  com a mão direita pousada em cima da edição encadernada a couro preto do Novo Testamento que adquiri na última Feira do Livro – que ela aconteceu mesmo. Pode ter saído apenas da minha fértil imaginação. Eu sei lá… (com a devida vénia à colega Margarida Rebelo Pinto).

 

Que o Pai Natal seja generoso com todas as preclaras e preclaros é o mais sincero desejo deste que se assina

 

Jorge Fiel

 

 

PS. O meu portátil HP, que acaba de completar dois anos de vida, está a dar as últimas. Raramente aguenta sem ir abaixo sessões de trabalho superiores a duas horas. Anda mais cansado do que eu. Prometo no início do ano comprar um novo.

 

Uma das mais perniciosas consequências do cansaço do meu HP reside no facto de eu ainda não ter conseguido carregar todos os arquivos da Roupa para Lavar. Mas prometo que, mais dia menos dia,  todos os «posts» do glorioso passado da lavandaria passarão a estar aqui disponíveis.

 

Lamentavelmente, o melhor (os comentários das preclaras e preclaros) perdeu-se. Com grande pena minha não os consigo recuperar.

 

 

 

música: Il est né, le divin enfant, Anne Sofie von Otter
publicado por Jorge Fiel às 23:59
link do post | comentar | favorito

Eu ao espelho


Nasci em Maio de 1956 na Maternidade Júlio Dinis. Fiz a primária no Campo 24 de Agosto e o essencial do liceu (concluído entre o Nobre e Gaia) no Alexandre Herculano. Entre os 15 e os 21 anos fui militante da LCI. Li quase tudo que o Marx, o Lenine, o Trotsky e a Rosa Luxemburgo escreveram.
Ler mais

Pesquisar este blog

Entradas recentes

Lavandaria está agora a c...

Moscas anunciam chegada d...

Apaixonei-me pela Bona, a...

Uma folha A4 dobrada em 4...

O café do Europeijska não...

mais comentados

últ. comentários

Há uma boa forma de distinguir um do outro; é ir à...
Tive conhecimento deste vinho," monte ermes", tint...
Num passeio à Ribeira lembrei-me de recordar algum...
prática do sexo anal estaria aumentando?Embora no ...
O autor deste artigo de peixe não sabe nada, por i...

Arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Maio 2006

Tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds